Vida

Qual esponja é melhor para o meio ambiente?

Qual esponja é melhor para o meio ambiente?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Embora seja verdade que esponjas marinhas reais estejam em uso desde o Império Romano, alternativas sintéticas feitas principalmente a partir de polpa de madeira tornaram-se comuns em meados do século XX, quando a DuPont aperfeiçoou o processo de fabricá-las. Hoje, a maioria das esponjas que usamos são feitas de uma combinação de polpa de madeira (celulose), cristais de sulfato de sódio, fibras de cânhamo e amaciadores químicos.

Alternativas artificiais às esponjas do mar

Embora alguns defensores da floresta denunciem o uso de polpa de madeira na produção de esponjas, alegando que o processo incentiva a extração de madeira, a fabricação de esponjas à base de celulose é um assunto bastante limpo. Não resultam subprodutos nocivos e há pouco desperdício, pois os aparamentos são triturados e reciclados novamente na mistura.

Outro tipo comum de esponja artificial é feito de espuma de poliuretano. Essas esponjas são excelentes na limpeza, mas são menos ideais do ponto de vista ambiental, pois o processo de fabricação depende de hidrocarbonetos que destroem a camada de ozônio (que deve ser eliminado até 2030) para dar forma à espuma. Além disso, o poliuretano pode emitir formaldeído e outros irritantes e pode formar dioxinas causadoras de câncer quando incinerado.

Valor comercial das esponjas marinhas reais

Hoje, algumas esponjas marinhas reais ainda são vendidas, usadas para tudo, desde a limpeza de exteriores de carros e barcos até a remoção de maquiagem e esfoliação da pele. Produto de pelo menos 700 milhões de anos de evolução, as esponjas do mar estão entre os organismos vivos mais simples do mundo. Eles sobrevivem filtrando plantas microscópicas e oxigênio da água, crescendo lentamente ao longo de muitas décadas. Comercialmente, eles são apreciados por sua suavidade natural e resistência ao rasgo, e por sua capacidade de absorver e descarregar grandes quantidades de água. Os cientistas conhecem mais de 5.000 espécies diferentes, embora apenas colhamos um punhado delas, como o esfoliante Honeycomb (Hippospongia communis) e a suave e sedosa Fina (Spongia officinalis).

Esponjas do mar no ecossistema

Os ambientalistas estão preocupados com a proteção das esponjas do mar, principalmente porque ainda sabemos muito pouco sobre elas, principalmente no que diz respeito à sua potencial utilidade medicinal e ao seu papel na cadeia alimentar. Por exemplo, os pesquisadores estão otimistas de que os produtos químicos emitidos por algumas esponjas vivas do mar possam ser sintetizados para criar novos tratamentos de artrite e possivelmente até combatentes do câncer. E as esponjas do mar servem como a principal fonte de alimento das tartarugas marinhas ameaçadas de extinção. A redução da quantidade de esponja natural poderia levar a criatura pré-histórica à beira da extinção.

Ameaças às esponjas do mar

De acordo com a Australian Marine Conservation Society, as esponjas do mar estão ameaçadas não apenas pela colheita excessiva, mas também pela descarga de esgoto e escoamento de águas pluviais, bem como pela atividade de dragagem de vieiras. O aquecimento global, que tem aumentado as temperaturas da água e alterado a cadeia alimentar dos oceanos e o ambiente do fundo marinho, também é agora um fator. A organização relata que pouquíssimos jardins de esponja estão protegidos e está defendendo a criação de áreas marinhas protegidas e métodos de pesca mais sensíveis em regiões onde as esponjas do mar permanecem abundantes.


Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos