Interessante

O que é um Hominin?

O que é um Hominin?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Nos últimos anos, a palavra "hominin" apareceu nas notícias públicas sobre nossos ancestrais humanos. Isso não é um erro de ortografia para o hominídeo; isso reflete uma mudança evolutiva na compreensão do que significa ser humano. Mas é reconhecidamente confuso para estudiosos e estudantes.

Até a década de 1980, os paleoantropólogos geralmente seguiam o sistema taxonômico desenvolvido pelo cientista do século 18 Carl Linnaeus, quando falavam das várias espécies humanas. Depois de Darwin, a família dos Hominóides criada pelos estudiosos em meados do século XX incluiu duas subfamílias: a subfamília dos Hominídeos (humanos e seus ancestrais) e a dos Antropoides (chimpanzés, gorilas e orangotangos). Essas subfamílias foram baseadas em similaridades morfológicas e comportamentais nos grupos: era isso que os dados tinham a oferecer, comparando diferenças esqueléticas.

Mas os debates sobre o quão estreitamente relacionados nossos parentes antigos estavam conosco aqueceram-se em paleontologia e paleoantropologia: todos os estudiosos tiveram que basear essas interpretações em variações morfológicas. Fósseis antigos, mesmo que tivéssemos esqueletos completos, eram compostos de inúmeras características, geralmente compartilhadas entre espécies e gêneros. Quais dessas características devem ser consideradas significativas na determinação da relação de espécies: espessura do esmalte dentário ou comprimento do braço? Forma do crânio ou alinhamento da mandíbula? Locomoção bípede ou uso de ferramenta?

Novos dados

Mas tudo isso mudou quando novos dados baseados em diferenças químicas subjacentes começaram a chegar de laboratórios como os institutos Max Planck, na Alemanha. Primeiro, estudos moleculares no final do século 20 mostraram que morfologia compartilhada não significa história compartilhada. No nível genético, humanos, chimpanzés e gorilas estão mais relacionados entre si do que os orangotangos: além disso, humanos, chimpanzés e gorilas são todos macacos africanos; orangotangos evoluíram na Ásia.

Estudos genéticos mitocondriais e genéticos nucleares mais recentes também apoiaram uma divisão tripartida do nosso grupo familiar: Gorila; Pan e Homo; Pongo. Portanto, a nomenclatura para análise da evolução humana e nosso lugar nela tiveram que mudar.

Dividindo a Família

Para expressar melhor nossa estreita relação com os outros macacos africanos, os cientistas dividiram os hominóides em duas subfamílias: Ponginae (orangotangos) e Homininae (humanos e seus ancestrais, chimpanzés e gorilas). Porém, ainda precisamos de uma maneira de discutir os seres humanos e seus ancestrais como um grupo separado. Por isso, os pesquisadores propuseram um colapso adicional da subfamília Homininae, para incluir Hominini (homininos ou humanos e seus ancestrais), Panini (pan ou chimpanzés e bonobos) e Gorillini (gorila).

Grosso modo, então - mas não exatamente - um Hominin é o que costumávamos chamar de Hominídeo; uma criatura que os paleoantropólogos concordaram ser humano ou um ancestral humano. As espécies no balde Hominin incluem todas as espécies Homo (Homo sapiens, H. ergaster, H. rudolfensis, incluindo neandertais, denisovanos e flores), todos os australopithecinos (Australopithecus afarensis, A. africanus, A. boiseietc.) e outras formas antigas, como Paranthropus e Ardipithecus.

Hominóides

Estudos moleculares e genômicos (DNA) conseguiram levar a maioria dos estudiosos a um consenso sobre muitos dos debates anteriores sobre espécies vivas e nossos parentes mais próximos, mas fortes controvérsias ainda envolvem a localização de espécies do Mioceno Tarde, chamadas hominóides, incluindo formas antigas como Dyropithecus, Ankarapithecus e Graecopithecus.

O que você pode concluir neste momento é que, como os seres humanos estão mais relacionados ao Pan do que aos gorilas, Homos e Pan provavelmente tiveram um ancestral conjunto que provavelmente viveu entre 4 e 8 milhões de anos atrás, durante o final do Mioceno. Ainda não a conhecemos.

Família Hominidae

A tabela a seguir é adaptada de Wood e Harrison (2011).

SubfamíliaTriboGênero
Ponginae--Pongo
HominiaeGorilliniGorila
PaniniPan
Homo

Australopithecus,
Kenyanthropus,
Paranthropus,
Homo

Incertae SedisArdipithecus,
Orrorin,
Sahelanthropus
Família Hominidae

Finalmente…

Esqueletos fósseis de homininos e nossos ancestrais ainda estão sendo recuperados em todo o mundo, e não há dúvida de que novas técnicas de imagem e análise molecular continuarão fornecendo evidências, apoiando ou refutando essas categorias, e sempre nos ensinando mais sobre os estágios iniciais de evolução humana.

Conheça os Hominins

  • Toumaï (Sahelanthropus tchadensis)
  • Lucy (Australopithecus afarensis
  • Selam (Australopithecus afarensis)
  • Ardipithecus ramidus
  • Homem de Flores (Homo floresiensis

Guias de Espécies Hominíneas

  • Australopithecus
  • Denisovanos
  • Neandertais
  • Homo erectus e Homo egaster

Fontes

  • AgustÍ J, Siria ASd e Garcés M. 2003. Explicando o final do experimento hominóide na Europa. Jornal da evolução humana 45(2):145-153.
  • Cameron DW. 1997. Um esquema sistemático revisado para o Hominidae fóssil do Mioceno da Eurásia. Journal of Human Evolution 33 (4): 449-477.
  • Cela-Conde CJ. 2001. Hominídeo Taxon e Sistemática do Hominoidea. In: Tobias PV, editor. .Humanidade do Renascimento Africano aos Próximos Milênios: Colóquios em Biologia Humana e Paleoantropologia Florença; Joanesburgo: Firenze University Press; Witwatersrand University Press. p 271-279.
  • Krause J, Fu Q, Good JM, Viola B, Shunkov MV, Derevianko AP e Paabo S. 2010. O genoma completo do DNA mitocondrial de um hominino desconhecido do sul da Sibéria. Natureza 464(7290):894-897.
  • Lieberman DE. 1998. Homologia e filogenia dos hominídeos: Problemas e possíveis soluções. Antropologia Evolucionária 7(4):142-151.
  • Estreito DS, Grine FE e Moniz MA. 1997. Uma reavaliação da filogenia inicial dos hominídeos. Jornal da evolução humana 32(1):17-82.
  • Tobias PV. 1978. Os membros mais antigos do Transvaal, do gênero Homo, com outro olhar para alguns problemas de taxonomia e sistemática de hominídeos. Zeitschrift für Morphologie und Anthropologie 69(3):225-265.
  • Abaixo, Simon. "Como a palavra 'hominídeo' evoluiu para incluir hominino". Nature 444, Nature, 6 de dezembro de 2006.
  • Wood, Bernard. "O contexto evolutivo dos primeiros homininos". Volume 470 da natureza, Terry Harrison, natureza, 16 de fevereiro de 2011.


Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos