Vida

A Primeira Nova Viagem Mundial de Cristóvão Colombo (1492)

A Primeira Nova Viagem Mundial de Cristóvão Colombo (1492)


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Como foi realizada a primeira viagem de Colombo ao Novo Mundo, e qual foi o seu legado? Tendo convencido o rei e a rainha da Espanha a financiar sua viagem, Cristóvão Colombo partiu da Espanha continental em 3 de agosto de 1492. Ele rapidamente fez um porto nas Ilhas Canárias para um repovoamento final e partiu para lá em 6 de setembro. Ele estava no comando de três navios : a Pinta, a Niña e a Santa María. Embora Colombo estivesse no comando geral, o Pinta foi capitaneado por Martín Alonso Pinzón e o Niña por Vicente Yañez Pinzón.

Primeiro desembarque: San Salvador

Em 12 de outubro, Rodrigo de Triana, um marinheiro a bordo do Pinta, viu pela primeira vez a terra. O próprio Colombo mais tarde afirmou que tinha visto uma espécie de luz ou aura antes de Triana, permitindo que ele mantivesse a recompensa que prometera dar a quem primeiro visse a terra. A terra acabou sendo uma pequena ilha nas Bahamas atuais. Colombo nomeou a ilha San Salvador, embora tenha observado em seu diário que os nativos a chamavam de Guanahani. Há algum debate sobre qual ilha foi a primeira parada de Colombo; a maioria dos especialistas acredita que seja San Salvador, Samana Cay, Plana Cays ou Grand Turk Island.

Segundo desembarque: Cuba

Colombo havia explorado cinco ilhas nas Bahamas atuais antes de chegar a Cuba. Ele chegou a Cuba em 28 de outubro, chegando a Bariay, um porto próximo à ponta leste da ilha. Pensando que ele havia encontrado a China, ele enviou dois homens para investigar. Eles eram Rodrigo de Jerez e Luis de Torres, um judeu convertido que falava hebraico, aramaico e árabe, além do espanhol. Colombo o trouxe como intérprete. Os dois homens falharam em sua missão de encontrar o Imperador da China, mas visitaram uma aldeia nativa de Taíno. Lá eles foram os primeiros a observar o fumo do tabaco, um hábito que eles rapidamente adquiriram.

Terceiro Landfall: Hispaniola

Saindo de Cuba, Colombo chegou à ilha de Hispaniola em 5 de dezembro. Os nativos a chamaram de haití, mas Colombo o renomeou La Española, um nome que mais tarde foi alterado para Hispaniola quando textos em latim foram escritos sobre a descoberta. Em 25 de dezembro, o Santa María encalhou e teve que ser abandonado. O próprio Colombo assumiu o comando do capitão do Niña, quando o Pinta se separou dos outros dois navios. Negociando com o chefe local Guacanagari, Colombo providenciou para deixar 39 de seus homens para trás em um pequeno povoado, chamado La Navidad.

Retorno a Espanha

Em 6 de janeiro, o Pinta chegou e os navios foram reunidos: partiram para a Espanha em 16 de janeiro. Os navios chegaram a Lisboa, Portugal, em 4 de março, retornando à Espanha logo depois.

Importância histórica da primeira viagem de Colombo

Em retrospecto, é um tanto surpreendente que o que hoje é considerado uma das viagens mais importantes da história tenha sido um fracasso na época. Colombo prometeu encontrar um caminho novo e mais rápido para os lucrativos mercados comerciais chineses e falhou miseravelmente. Em vez de porões cheios de sedas e especiarias chinesas, ele voltou com algumas bugigangas e alguns nativos desbotados de Hispaniola. Outros 10 morreram na viagem. Além disso, ele havia perdido o maior dos três navios que lhe foram confiados.

Colombo realmente considerou os nativos sua maior descoberta. Ele achava que um novo comércio de escravos poderia tornar suas descobertas lucrativas. Colombo ficou muito decepcionado alguns anos depois, quando a rainha Isabela, após cuidadosa reflexão, decidiu não abrir o Novo Mundo ao comércio de escravos.

Columbus nunca acreditou que havia encontrado algo novo. Ele sustentou, até o dia da sua morte, que as terras que ele descobriu faziam parte do conhecido Extremo Oriente. Apesar do fracasso da primeira expedição em encontrar especiarias ou ouro, uma segunda expedição muito maior foi aprovada, talvez em parte devido às habilidades de Colombo como vendedor.

Fontes

Arenque, Hubert. Uma história da América Latina desde o início até o presente. Nova York: Alfred A. Knopf, 1962

Thomas, Hugh. "Rios de ouro: a ascensão do Império Espanhol, de Colombo a Magalhães." 1ª edição, Random House, 1 de junho de 2004.


Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos