Novo

USS Columbia C-12 - História

USS Columbia C-12 - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

USS Columbia C-12

Columbia IV

(C-12: dp. 7.376, 1. 413'1 ", b. 68'2", dr. 24'6 ", v. 23 k.
cpl. 476; uma. 1 8 ", 2 6", 8 4 ", 4 18" tt .; cl. Columbia)

O quarto Columbia (Cruiser No. 12) foi lançado em 26 de julho de 1892 pela William Cramp & Sons Ship & c Engine Building Co., Filadélfia, Pensilvânia; patrocinado pela Srta. H. Morton; e comissionado em 23 de abril de 1894, Capitão G. W. Sumner no comando.

O Columbia juntou-se ao Esquadrão do Atlântico Norte e, de 30 de julho de 1894 a 6 de janeiro de 1896, fez um cruzeiro para proteger os interesses americanos no Caribe. Ela visitou a Europa no verão de 1896 e representou os Estados Unidos na abertura cerimonial do Canal de Kiel em junho. Retornando à costa leste em agosto, ela operou no Atlântico ocidental até entrar em operação normal, na reserva no Philadelphia Navy Yard em 13 de maio de 1897.

Recomissionado em 16 de março de 1898 para o serviço na guerra hispano-americana, a Columbia patrulhou ao longo da costa atlântica e nas Índias Ocidentais até 26 de agosto. Ela convocou tropas para Porto Rico e ajudou na ocupação entre julho e 14 de agosto. O Columbia foi desativado e colocado na reserva no Philadelphia Navy Yard em 31 de março de 1899.

Após o recomissionamento em 31 de agosto de 1902, o Columbia serviu como navio de recepção em Nova York e, a partir de 9 de novembro de 1903, como parte do Esquadrão de Treinamento do Atlântico. Mais uma vez fora de serviço na Filadélfia em 3 de maio de 1907 e em 22 de junho de 1916, o cruzador juntou-se à Flotilha de Submarinos como nau capitânia. Depois de cruzar as várias bases de submarinos do Atlântico em viagens de inspeção, ela foi destacada em 19 de abril de 1917.

A Columbia patrulhou o quebra-mar de Delaware de 21 de abril de 1917 como capitânia do Esquadrão 6, Patrol Force até julho, onde ela se juntou à Cruiser Force como escolta de comboio. Entre 1 de janeiro e 13 de novembro de 1918, ela fez cinco viagens de escolta no Atlântico, protegendo a passagem de homens e suprimentos para a Força Expedicionária Americana na França. Em seu destacamento em 7 de janeiro de 1919, ela se tornou a nau capitânia do Esquadrão 2, Destroyer Force, Atlantic Fleet, operando ao longo da costa leste e no Caribe. Ela foi substituída como nau capitânia em 29 de maio, mas continuou navegando até ser desativada no Philadelphia Navy Yard em 29 de junho de 1921.

Classificado CA-16 em 17 de julho de 1920, ela foi renomeada como Old Columbia em 17 de novembro de 1921 e vendida em 26 de janeiro de 1922.


EUA COLUMBUS

O USS COLUMBUS (CG-12), um cruzador da classe Baltimore, foi comissionado em 8 de junho de 1945, como CA-74. Comissionado tarde demais para o combate na Segunda Guerra Mundial, desempenhou o dever de ocupação pós-guerra no Extremo Oriente e, em seguida, retornou aos EUA em abril de 1946. Após uma implantação no Extremo Oriente em 1947 e a revisão subsequente, COLUMBUS juntou-se à Frota do Atlântico. De 1948 a 1955, a COLUMBUS foi regularmente implantada no "MED". Em 1956 ela retornou à Frota do Pacífico e fez três "West Pacs" antes de iniciar a conversão para um cruzador de mísseis guiados em maio de 1959. Desmarcado como GC-12, CULUMBUS foi recomissionado em 1 de dezembro de 1962 e continuou com a Frota do Pacífico. COLUMBUS retornou à Frota do Atlântico, onde terminou sua carreira de serviço, no final de 1965. Nos oito anos seguintes, COLUMBUS desdobrou-se para o Mediterrâneo sete vezes. O USS COLUMBUS serviu a seu país, como CG-12, por 12 anos, 1 mês e 30 dias, até ser desativado em 31 de janeiro de 1975. O hulk do USS COLUMBUS vendido foi sucateado pela Union Minerals & Alloys Corp. em 1977-78.

O histórico de implantação do USS COLUMBUS (CG-12) e os eventos significativos de sua carreira de serviço são os seguintes:


Por Patrick McSherry

Visite nossa página inicial para saber mais sobre a Guerra Hispano-Americana Clique aqui para ver uma das armas de 6 libras da COLUMBIA

O USS COLUMBIA foi construído como um invasor de comércio. Durante a guerra, no entanto, ela viu poucos combates reais. Ela participou do comboio de tropas para Porto Rico em julho e agosto de 1898.

O cruzador COLUMBIA foi lançado em 26 de julho de 1892, com a Srta. H. Morton a batizando enquanto ela deslizava pelos caminhos. Em abril de 1894, COLUMBIA foi colocado em comissão sob o comando do capitão G. W. Sumner. No momento de seu comissionamento, ela era a embarcação mais longa da Marinha dos Estados Unidos. Ela e sua irmã MINNEAPOLIS manteriam essa distinção durante a Guerra Hispano-Americana.

Seus primeiros anos transcorreram sem intercorrências. Ela navegou para o sul para proteger os interesses americanos no Caribe. Quando o Canal de Kiel foi inaugurado em junho de 1895, o COLUMBIA foi uma das embarcações enviadas para representar os Estados Unidos. Ela cruzou o Oceano Atlântico em um tempo recorde de pouco menos de sete dias, a uma velocidade de 18,4 nós. Após as festividades, ela voltou para a costa leste dos EUA & # 8217 até ser desativada e mantida em comum na Filadélfia no início de maio de 1897.

Com a ameaça de guerra se aproximando, COLÔMBIA foi recomissionada em 15 de março de 1898. Ela foi designada para o Comodoro Winfield Scott Schley & # 8217s & # 8220Flying Squadron & # 8221, mas conforme as preocupações aumentavam na costa leste sobre o paradeiro do almirante espanhol Cervera & # 8217s se aproximando do esquadrão, e com medo de um possível ataque, COLUMBIA foi destacado do & # 8220Flying Squadron & # 8221 e enviado para patrulhar a Nova Inglaterra. Após a localização da esquadra espanhola no porto de Santiago, COLUMBIA foi destacada para funções no teatro cubano, a partir de 30 de junho. A COLUMBIA participou do comboio e desembarque de tropas em Guanica, Porto Rico, em 26 de julho de 1898. Em março 31, 1899, COLUMBIA foi desativada e colocada na reserva na Filadélfia.

Após o serviço como navio receptor em Nova York de 31 de agosto de 1902 a 9 de novembro de 1903, e serviço como parte do Esquadrão de Treinamento do Atlântico Norte, ele foi novamente colocado fora de serviço em 3 de maio de 1907.

Após a perda do transatlântico LUSITÂNIA, o COLUMBIA foi recomissionado em 22 de junho de 1915, juntando-se à Flotilha de Submarinos como sua nau capitânia. Seu dever envolvia navegar entre as bases de submarinos do Atlântico em viagens de inspeção. Ela foi destacada desse dever em 19 de abril de 1917. Seu novo dever era como navio-almirante do Esquadrão 5, Força de Patrulha saindo da Baía de Delaware.

Em julho de 1917, COLUMBIA juntou-se ao Cruiser Squadron como escolta de comboio. Ela fez cinco viagens através do Atlântico nesta missão, terminando em 13 de novembro de 1918. Uma de suas funções tinha sido escoltar o transatlântico britânico DANUBE da Baía de Guantánamo, Cuba, a Halifax, Nova Escócia. Após a guerra, a Columbia se tornou a nau capitânia do Esquadrão 2, Destroyer Force, Atlantic Fleet, navegando ao longo da costa leste dos Estados Unidos e no Caribe. Depois de 29 de maio, ela perdeu sua designação de carro-chefe, mas continuou suas operações. Ela foi reclassificada como CA-16 em 17 de julho de 1920 e renomeada como OLD COLUMBIA em 17 de novembro de 1921.

COLUMBIA foi finalmente desativado em 29 de junho de 1921. Ela foi vendida em 26 de janeiro de 1922.

Vantagens desvantagens:

O COLUMBIA era um cruzador de alta velocidade para sua época, com excelente alcance em velocidades normais de cruzeiro. Ela estava, no entanto, relativamente armada e com uma armadura leve. Essa combinação deu a ela as características de uma excelente atacante de comércio, entretanto, não há evidências de que ela tenha conquistado nenhum prêmio em sua história. As mesmas características tornavam-na um tanto desprotegida e com pouca armadura para qualquer ação importante de esquadrão a esquadrão.

O COLUMBIA foi construído para alta velocidade. Porém, quando ela operava em alta velocidade, seu consumo de carvão era bastante, como seria de se esperar, reduzindo muito seu alcance operacional.

TECHNOTES:

Classificação:
Cruiser protegido, C-12
Deitado:
30 de dezembro de 1890
Lançado:
26 de julho de 1892
Comissionado:
23 de abril de 1894
Equipamento:
Escuna de três mastros
Armamento:
Uma arma de carga culatra de 8 polegadas


Duas armas de carga de culatra de 6 polegadas


Oito armas de fogo rápido de 4 polegadas


Doze armas de fogo rápido de 6 libras


Duas armas de fogo rápido de um quilo


Duas pistolas giratórias Colt


Uma peça de campo (para grupos de desembarque)


Quatro tubos de torpedo
Contratante:
William Cramp and Sons, Filadélfia, PA.
Comprimento:
412 pés
Feixe:
58 pés 2 1/4 polegadas
Esboço, projeto:
22 pés 6 1/2 polegadas
Calado máximo totalmente carregado:
25 pés 7 polegadas
Deslocamento
7.375 toneladas
Elogio:
30 oficiais e 447 homens alistados sob o comando do capitão J. H. Sands
Tipo de motor:
Motores de expansão tripla vertical, 18.509 cv. 3 eixos.
Velocidade:
22,8 nós
Capacidade do depósito de carvão:
1670 toneladas
Fornecimento normal de carvão:
750 toneladas
Armaduras:
Deck de proteção, 4 polegadas (declives), 2 1/2 polegadas (planos)
Custo:
Custo: $ 2.725.000 (para casco e maquinário)

Bibliografia:

Escriturário do Comitê Conjunto de Impressão, Resumo da Mensagem do Presidente dos Estados Unidos às Duas Casas do Congresso. Vol. II (Washington DC: Government Printing Office, 1899).

Harris, Brayton, Tenente Comandante, U.S.N.R., A idade do navio de guerra. (Nova York: Franklin Watts, Inc., 1965)

McSherry, Jack L., Coisas que lembramos. (impresso em privado em 1966).

Departamento de História Naval, Departamento da Marinha, Dicionário de navios de combate navais americanos. (Washington DC: Government Printing Office, 1963).

Schley, Winfield Scott, Quarenta e cinco anos sob a bandeira. (Nova York: D. Appleton and Company, 1904).

Spears, John R., Nossa Marinha na Guerra com a Espanha. (Nova York: Charles Scribner's Sons, 1898).


Banco de dados da Segunda Guerra Mundial


ww2dbase USS Columbia foi estabelecido antes da entrada dos EUA na 2ª Guerra Mundial e foi comissionado para serviço em julho de 1942. Ela chegou ao Pacífico Sul em dezembro de 1942. Ela participou da campanha das Ilhas Salomão, participando da Batalha da Ilha Rennell em janeiro de 1943 ( durante o qual ela abateu três aeronaves japonesas), bombardeando posições japonesas em apoio aos pousos da Nova Geórgia em junho a julho de 1943, participando do Empress Augusta Bay em novembro de 1943, entre outras ações. Ela passou um breve período nas Novas Hébridas em janeiro de 1944 para descansar e treinar antes de seguir para o front mais uma vez, apoiando a ocupação de Nissan das Ilhas Verdes entre Bougainville e Nova Irlanda em fevereiro de 1944, patrulhando as águas entre Truk de Ilhas Caroline e Kavieng da Nova Irlanda no início de março de 1944 e apoiou os desembarques em Emirau, ao norte da Nova Irlanda, no final de março de 1944. Após um período de reforma em São Francisco, Califórnia, Estados Unidos, ela retornou à área das Ilhas Salomão em agosto 1944. Ela apoiou operações de desembarque em Peleliu, Ilhas Palau em setembro de 1944 e depois nas Ilhas Dinagat e Leyte nas Ilhas Filipinas no mês seguinte. Na última ação, o USS Columbia afundou o contratorpedeiro japonês Asagumo, que já havia sido danificado em ações anteriores. Em dezembro de 1944, ela apoiou as operações de desembarque em Mindoro, nas Ilhas Filipinas. Em 6 de janeiro de 1945, ao largo de Luzon, nas Ilhas Filipinas, ela foi atingida por dois aviões de ataque especial. A segunda aeronave e sua bomba penetraram dois conveses antes da detonação da bomba, matando 13 e ferindo 44. A inundação imediata de dois carregadores impediu com sucesso que o fogo detonasse munição, permitindo que ela permanecesse na linha de frente, embora com uma de suas torres desativada. Três dias depois, ela foi atingida por outra aeronave de ataque especial, matando 24 e ferindo 97. Mais uma vez, sua equipe de controle de danos foi capaz de evitar que os danos se propagassem, permitindo-lhe servir na linha de frente por um pouco mais de tempo. Os esforços bem-sucedidos lhe renderam uma Comenda de Unidade da Marinha. Ela recebeu reparos temporários na Baía de San Pedro, Leyte, antes de seguir para a costa oeste dos Estados Unidos para reparos permanentes. Ela não retornaria à Guerra do Pacífico até junho de 1945. Em julho de 1945, ela cobriu as operações de desembarque em Bornéu. Após o fim da 2ª Guerra Mundial, ela forneceu transporte para militares dos EUA de e para Truk das Ilhas Caroline, Guam e Saipan das Ilhas Marianas e Iwo Jima do Japão até 31 de outubro de 1945. Ela foi desativada na Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos em novembro 1946. Ela foi vendida para sucata em 1959.

ww2dbase Fonte: Wikipedia

Última revisão importante: fevereiro de 2014

Mapa interativo do Light Cruiser Columbia (CL-56)

Linha do tempo operacional de Columbia

18 de agosto de 1940 A quilha do Columbia foi lançada pela New York Shipbuilding Corporation em Camden, New Jersey, Estados Unidos.
17 de dezembro de 1941 O Columbia foi lançado em Camden, New Jersey, Estados Unidos, patrocinado pela Srta. J. A. Paschal.
29 de julho de 1942 O USS Columbia foi comissionado para o serviço com o capitão William A. Heard no comando.
9 de novembro de 1942 O USS Columbia partiu de Norfolk, Virginia, Estados Unidos.
10 de dezembro de 1942 O USS Columbia chegou a Espiritu Santo, New Hebrides.
1 de fevereiro de 1943 O USS Columbia chegou a Efate, New Hebrides.
1 de abril de 1943 O capitão Frank E. Beatty Jr. foi nomeado comandante do USS Columbia, substituindo o capitão William A. Heard.
5 de setembro de 1943 O USS Columbia zarpou para Sydney, Austrália.
24 de setembro de 1943 O USS Columbia chegou a Vella LaVella, nas Ilhas Salomão.
13 de fevereiro de 1944 O USS Columbia chegou a Nissan, Ilhas Verdes, para apoiar os pousos.
18 de fevereiro de 1944 O USS Columbia partiu de Nissan, Ilhas Verdes.
17 de março de 1944 O USS Columbia chegou a Emirau, nas Ilhas Bismarck, para apoiar os desembarques.
23 de março de 1944 O USS Columbia partiu de Emirau, Ilhas Bismarck.
4 de abril de 1944 O USS Columbia partiu de Port Purvis, Ilhas Nggela (Ilhas da Flórida), Ilhas Salomão, para uma revisão programada em São Francisco, Califórnia, Estados Unidos.
25 de junho de 1944 O capitão Maurice E. Curts foi nomeado comandante do USS Columbia, substituindo o capitão Frank E. Beatty Jr.
24 de agosto de 1944 O USS Columbia chegou às Ilhas Salomão.
6 de setembro de 1944 O USS Columbia partiu de Port Purvis, Ilhas Nggela (Ilhas da Flórida), Ilhas Salomão.
28 de setembro de 1944 O USS Columbia chegou a Manus, nas Ilhas do Almirantado.
6 de outubro de 1944 O USS Columbia partiu de Manus, nas Ilhas do Almirantado.
17 de outubro de 1944 O USS Columbia apoiou as operações de desembarque nas Ilhas Dinagat, nas Filipinas.
14 de dezembro de 1944 Uma das armas USS Columbia & # 39s de 127 milímetros falhou durante o combate nas ilhas Filipinas, matando quatro.
6 de janeiro de 1945 O USS Columbia foi atingido por dois aviões de ataque especial ao largo das Ilhas Filipinas. A segunda aeronave e sua bomba penetraram dois conveses antes da detonação da bomba. 13 foram mortos e 44 feridos.
9 de janeiro de 1945 O USS Columbia foi atingido por uma aeronave de ataque especial nas ilhas Filipinas, matando 24 e ferindo 97.
16 de junho de 1945 O USS Columbia chegou a Leyte, nas Ilhas Filipinas.
19 de junho de 1945 O USS Columbia partiu de Leyte, nas Ilhas Filipinas.
28 de junho de 1945 O USS Columbia chegou ao largo de Balikpapan, Bornéu, para escoltar os caça-minas.
1 de julho de 1945 O USS Columbia cobriu as operações de desembarque em Bornéu.
2 de julho de 1945 O USS Columbia forneceu suporte de fogo naval para as tropas australianas que lutavam em Bornéu.
31 de julho de 1945 O capitão Marcy M. DuPre, Jr. foi nomeado comandante do USS Columbia, substituindo o capitão Maurice E. Curts.
31 de outubro de 1945 O USS Columbia zarpou para os Estados Unidos.
5 de dezembro de 1945 O USS Columbia chegou a Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos para revisão programada.
1 de julho de 1946 O USS Columbia concluiu suas funções como navio de treinamento para o pessoal da Reserva Naval dos EUA. O comandante Henry F. Gorski foi nomeado seu novo oficial comandante, substituindo o capitão Bruce B. Adell.
30 de novembro de 1946 O USS Columbia foi desativado em Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos.
18 de fevereiro de 1959 Columbia foi vendida para sucata para a firma Sun Shipbuilding & amp Dry Dock Company de Chester, Pensilvânia, Estados Unidos.
1 de março de 1959 O Columbia foi eliminado do Registro da Marinha dos Estados Unidos.

Você gostou deste artigo ou achou este artigo útil? Em caso afirmativo, considere nos apoiar no Patreon. Mesmo $ 1 por mês já é uma grande ajuda! Obrigada.

Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Comentários enviados por visitantes

1. Elmer diz:
12 de outubro de 2016 06:00:43 PM

Tentando confirmar que meu pai, Elmer I. Gage, era um caldeireiro a bordo do USS Columbia, por volta de 1942-45.

2. David Stubblebine diz:
12 de outubro de 2016 21:44:57

Muster Rolls para o programa USS Columbia. Aprendiz do marinheiro Elmer Irving Gage, número de serviço 666 33 60, alistado em 24 de junho de 1942 em Springfield, Massachusetts, subiu a bordo do Columbia em 9 de setembro de 1942, foi promovido a marinheiro de 1ª classe em 1 de setembro de 1943, foi classificado como Bombeiro de 2ª classe em 1 de outubro de 1943 e transferido do navio em 1 de janeiro de 1944 na Ilha da Flórida, Ilhas Salomão, com destino aos EUA.

3. MaryAnne diz:
25 de maio de 2017 10:36:59

Meu pai, Thomas Eugene Thompson, acredito que estava neste navio. Ele morreu quando eu era jovem e não sei muito sobre seu serviço.

4. David Stubblebine diz:
26 de maio de 2017 12:12:03

MaryAnne (acima):
Muster Rolls mostra o Marinheiro Aprendiz Thomas E Thompson, número de serviço 256 42 99, que se alistou em 4 de maio de 1942 em Washington DC, foi recebido a bordo do Columbia da Estação de Recepção da Filadélfia após o comissionamento do navio em 29 de julho de 1942 e foi transferido do navio como um Seaman 1ª classe em 21 de fevereiro de 1945 para o Hospital Naval em Long Beach, CA.

5. Andrew Burgess diz:
31 de maio de 2017 08:06:07 PM

Estou tentando descobrir mais informações sobre o serviço do meu avô na US Columbia, Robert Thurman Burgess. especificamente ele foi ferido durante seu tempo neste navio?

6. David Stubblebine diz:
1 de junho de 2017 10:08:55 PM

Andrew Burgess (acima):
Os Muster Rolls do USS Columbia dizem que o bombeiro de 1ª classe Robert T. Burgess, Jr., número de serviço 756 08 54, foi transferido do navio junto com 7 outros marinheiros para o hospital de base em Seeadler Harbor, Manus, em 23 de dezembro de 1944. O O Diário de Guerra de Columbia diz que o navio tinha acabado de completar uma surtida em apoio aos desembarques em Mindoro, nas Filipinas. O Diário de Guerra relata que em 14 de dezembro de 1944, o canhão avançado de 5 polegadas do navio disparou acidentalmente ao ser descarregado. A arma disparou contra a superestrutura acima e ao lado da ponte matando 4 homens, ferindo 6, com 28 recebendo ferimentos leves. Os feridos não foram identificados, mas não houve outros feridos relatados no Diário de Guerra durante esta surtida. Nenhum dos documentos descreve a natureza de qualquer uma das lesões. Se você quiser saber mais sobre o serviço de seu avô, solicite seu registro de serviço: http://ww2db.com/faq/#3.

7. Louis Otte II diz:
7 de março de 2018 08:22:34

Meu pai, Louis Otte, que faleceu recentemente, serviu no USS Columbia durante a segunda guerra mundial. Gostaria de saber mais sobre as datas em que serviu e suas funções no navio. Obrigada.

8. jim renken - norman berkenpas diz:
4 de maio de 2018 04:41:40

norman berkenpas serviu neste navio - ele trouxe para casa a assinatura do tratado de paz em truk no refeitório - também como qualquer informação que você possa me dar

9. John Rooney diz:
15 de maio de 2018 07:11:00

Meu pai serviu em Columbia na 2ª Guerra Mundial e a família fala dele ser MIA e a família foi informada de que ele foi encontrado na Austrália.
Qualquer história de Columbia apoiando isso seria apreciada e certamente seria útil para completar minha pesquisa sobre meu pai na guerra.
Obrigada.

Todos os comentários enviados pelos visitantes são opiniões daqueles que os enviaram e não refletem as opiniões do WW2DB.


O Estaleiro Naval de Pearl Harbor completa a disponibilidade do USS Columbia

Foto do suboficial da primeira classe Michael B Zingaro | JOINT BASE PEARL HARBOR-HICKAM (6 de maio de 2021) - O submarino de ataque rápido USS Columbia (SSN 771) de Los Angeles parte do estaleiro naval de Pearl Harbor para testes no mar em 6 de maio de 2021. Durante sua revisão por engenharia (EOH) disponibilidade, o estaleiro e a tripulação realizaram reparos e modernizações essenciais, bem como a manutenção de rotina, para garantir que o submarino opere em plena capacidade técnica e capacidade de missão. (Foto da Marinha dos EUA por especialista em comunicação de massa de 1ª classe Michael B. Zingaro / Lançado) veja menos | Ver página de imagem

PEARL HARBOR, HI, ESTADOS UNIDOS

05.18.2021

História de Kate Necaise

Estaleiro Naval de Pearl Harbor e instalação de manutenção intermediária

O estaleiro naval de Pearl Harbor e a instalação de manutenção intermediária (PHNSY e IMF) concluíram todos os trabalhos de manutenção e modernização planejados no USS Columbia (SSN 771) em 17 de maio, devolvendo o submarino de ataque rápido classe Los Angeles à frota.

“Com desafios a superar durante a disponibilidade, ver seu retorno de testes de mar bem-sucedidos e obter a certificação mostra os resultados dos esforços coletivos e dedicação da equipe do estaleiro, força do navio, Esquadrão Sete de Submarinos, Forças Submarinas do Pacífico e Comando de Sistemas Navais do Mar”, disse Devin Paiva, Superintendente do Projeto USS Columbia. “Compartilhamos o sentimento de orgulho por saber que a equipe se manteve focada em devolver o Columbia à sua tripulação, pronta para apoiar nossa Marinha e nação.”

Columbia entrou em doca seca em PHNSY & IMF em outubro de 2018 para a disponibilidade de revisão projetada (EOH) do submarino. Um EOH é uma revisão significativa de vários anos, que ocorre perto do ponto médio da vida útil de um submarino. Durante esse tipo de disponibilidade, o submarino recebe os reparos essenciais e a modernização necessária, bem como a manutenção de rotina de seus sistemas.

O EOH de Columbia exigiu mais de 394.000 dias-homem com quase 800 funcionários apoiando o projeto e concluindo mais de 12.000 trabalhos individuais. A disponibilidade terminou oficialmente em 17 de maio, após os testes de mar e certificação bem-sucedidos do submarino.

O desancoramento bem-sucedido do Columbia em 16 de julho do ano passado marcou um passo significativo em direção ao retorno ao mar. Uma vez desencaixado, a equipe do projeto concluiu os requisitos adicionais de manutenção junto ao cais antes dos testes de mar.

Antes de sua certificação final para operações irrestritas, a equipe do projeto do Columbia e a tripulação do navio embarcaram para testes de mar para garantir que o submarino possa operar com segurança em sua capacidade técnica total. Esta etapa foi essencial para a capacidade de missão durante toda a vida útil projetada do submarino.

Embora a equipe de manutenção conjunta tenha enfrentado muitos obstáculos ao longo do projeto, incluindo a pandemia COVID-19, as realizações alcançadas ao longo da disponibilidade de vários anos são um testemunho da dedicação e perseverança da equipe do projeto e da tripulação.

"A equipe do projeto e a tripulação do navio se uniram em circunstâncias extraordinárias para completar com sucesso a disponibilidade do complexo do Columbia em PHNSY & IMF", disse o comandante do estaleiro, capitão Greg Burton, "Estamos orgulhosos de devolvê-la à frota para patrulhar os mares mais uma vez, apoiando e defendendo rotas marítimas livres e abertas em todo o mundo. ”

Encomendado em 1995, o Columbia foi o último submarino da classe Los Angeles construído no Estaleiro Electric Boat em Groton, Connecticut. Columbia é uma das plataformas de armas mais versáteis já colocadas nos oceanos do mundo, capaz de operações de ataque Tomahawk de longo alcance, operações de transporte antissubmarino e de superfície, vigilância e coleta de inteligência e inserção de forças especiais. O Columbia está atualmente designado para o Submarine Squadron 7 e é transportado para casa no histórico cais de submarinos em Pearl Harbor, no Havaí.


Kamikaze Imagens

Calvin Adams, um tripulante de 19 anos de um cruzador leve Columbia (CL-56), foi lançado ao mar quando uma aeronave kamikaze carregando uma bomba de 250 kg atingiu o navio no Golfo de Lingayen, nas Filipinas, às 7h45 da manhã de 9 de janeiro de 1945. O ataque kamikaze matou 24 e feriu 97 homens . Em 17 de março de 1945, sua mãe recebeu um telegrama informando que seu filho Calvin estava desaparecido em ação e que seus restos mortais nunca foram recuperados.

Carl Adams, o filho mais velho do irmão mais novo de Calvino, Russell, se interessou pela história de Calvino quando ele compareceu ao primeiro serviço memorial em sua homenagem em maio de 1997 no cemitério próximo à Igreja Metodista Betel em Mount Vernon, Texas. Em março de 1944, enquanto estava em casa de licença após ingressar na Marinha em novembro de 1943, Calvin ficou noivo de sua namorada Alma Lee Scroggins. Quando Carl ouviu a história de seu tio e viu uma fotografia tirada em março de 1944 de Calvin e Alma Lee juntos em um passeio quando pararam na Igreja de Betel, ele ficou interessado em escrever uma música sobre sua história de amor.

Este DVD criado em particular retrata emocionalmente a história de amor de Calvin e Alma Lee, sua trágica morte e o interesse de sua família décadas após sua morte. O narrador conta a história por meio de uma série de fotografias estáticas. Carl Adams começou em 1997 com uma música, mas não foi muito longe até descobrir mais em 2005 sobre a história do cruzador leve Columbia (CL-56) por meio dos membros e do site da USS Columbia Associação CL-56. Ele descobriu que pouco mais de três quartos de Columbia tripulantes que morreram durante a Segunda Guerra Mundial o fizeram nos primeiros dez dias de 1945, então & quotinside dez dias & quot se tornou o título e gancho para uma canção que ele rapidamente completou não apenas sobre seu tio Calvin, mas todos os tripulantes a bordo Columbia que morreu durante os primeiros dez dias de 1945.

O final do DVD traz a música & quotInside Ten Days & quot com a letra a seguir. Carl Adams, um compositor e cantor amador, canta a comovente música lenta enquanto vários clipes de notícias são exibidos.

1) 1944 acabou
Para ser o melhor ano de nossas vidas.
O fim de uma guerra à vista
Nosso amor tão vivo.
Mas aquele ano novo chegou como
Uma grande névoa escura e assustadora.
E nosso 45 acabou
Dentro de dez dias.

Refrão # 1:
Agora sou jovem para sempre.
Eu estou longe para sempre.
Agora nosso amor para sempre
Pode viver indefinidamente.
Divino vento-kamikaze.
Uma névoa mortal e escura
E nosso 45 acabou
Dentro de dez dias.

2) Dos fogos de Peal Harbor
Para aquela Baía de Lingayen
Sua tripulação e Columbia sabiam
Somente glória e louvor.
Mas aquele ano novo chegou como
Uma grande névoa mortal e escura.
Como três quartos de suas perdas vieram
Dentro desses dez dias.

Refrão 2:
Agora eles são todos jovens para sempre
Eles se foram para sempre
O amor deles por suas vidas no país
E assim por diante.
Divino vento-kamikaze
Uma névoa escura e mortal.
E todos os seus anos 45 acabaram
Dentro desses dez dias.

Refrão # 3:
Eternamente jovem
Para sempre se foi
Amado por seu país
De agora em diante.
Divino vento-kamikaze
Uma névoa escura e mortal.
E todos os seus anos 45 acabaram
Dentro de dez dias.

A mãe de Calvin Adams manteve a Medalha Coração Púrpura de seu filho até sua morte em 1976. Quando ela faleceu, foi dada a Alma Lee, que morava em Dallas e se casou após descobrir sobre a morte de Calvin. Em 2005, quando Carl Adams estava pesquisando a história de Calvino para preparar um documentário, ela enviou a Medalha Coração Púrpura de Calvino para que ele contasse a história de seu tio. Ela faleceu em fevereiro de 2006 antes que pudesse ouvir a música que Carl havia escrito.

Duas aeronaves kamikaze também atacaram o cruzador leve Columbia em 6 de janeiro de 1945, três dias antes de Calvin Adams perder a vida em outro ataque kamikaze. O primeiro avião caiu perto da nave depois de cortar uma antena. O segundo avião causou muitos danos quando sua bomba explodiu. No segundo ataque, o navio perdeu 13 homens e 44 ficaram feridos.

Columbia continuou a lutar após os ataques do avião kamikaze em 6 e 9 de janeiro de 1945, mas o navio teve que retornar à Califórnia para reparos após a invasão do Golfo de Lingayen. Os homens de Columbia ganhou uma Comenda de Unidade da Marinha por heroísmo notável durante a operação Lingayen. Carl descobriu que a série de documentários de 1952 Vitória no mar mostra o verdadeiro ataque kamikaze em Columbia em 9 de janeiro, que ele compartilhou com parentes e membros do USS Columbia Associação CL-56.


USS Columbia (CL 56)

O USS COLUMBIA foi o segundo navio da CLEVELAND - classe de cruzadores leves e o sexto navio da Marinha a levar o nome. Desativado em 30 de novembro de 1946, o COLUMBIA permaneceu como parte da Frota da Reserva do Atlântico até 1959, quando foi vendido para sucateamento.

Características gerais: Concedido: 1940
Quilha colocada: 19 de agosto de 1940
Lançado: 17 de dezembro de 1941
Comissionado: 29 de julho de 1942
Desativado: 30 de novembro de 1946
Construtor: New York Shipbuilding, Camden NJ.
Sistema de propulsão: turbinas engrenadas, 100.000 shp
Hélices: quatro
Comprimento: 610,2 pés (186 metros)
Feixe: 66,3 pés (20,2 metros)
Calado: 24,6 pés (7,5 metros)
Deslocamento: aprox. 14.130 toneladas totalmente carregadas
Velocidade: 32,5 nós
Aeronave: quatro
Armamento: doze canhões de calibre 15,2 cm 6 polegadas / 47 em quatro armações triplas, doze canhões de 12,7 cm 5 polegadas / 38 calibre em seis armações gêmeas, 28 canhões de 40 mm, 13 canhões de 20 mm
Tripulação: 70 oficiais e 1285 alistados

Esta seção contém os nomes dos marinheiros que serviram a bordo do USS COLUMBIA. Não é uma lista oficial, mas contém os nomes dos marinheiros que enviaram suas informações.

Livros de cruzeiros da USS COLUMBIA:

O USS COLUMBIA foi lançado em 17 de dezembro de 1941 pela New York Shipbuilding Corp., Camden, N.J. patrocinado pela Srta. J. A. Paschal e comissionado em 29 de julho de 1942, Capitão W. A. ​​Heard no comando.

Partindo de Norfolk em 9 de novembro de 1942, COLÔMBIA chegou a Espiritu Santo, Novas Hébridas, em 10 de dezembro, e juntou-se às patrulhas a oeste das Novas Hébridas em apoio à luta contínua por Guadalcanal. Em 29 de janeiro de 1943, durante um cruzeiro ao largo da Ilha Rennel para cobrir o movimento de transportes para Guadalcanal, o grupo de COLUMBIA sofreu um ataque aéreo pesado, e a Batalha de 2 dias da Ilha Rennel se seguiu, com aeronaves terrestres e baseadas em porta-aviões se juntando para proteger o Navios americanos. COLUMBIA ajudou a espirrar três aviões inimigos nesta batalha. Com base em Efate a partir de 1 de fevereiro, COLUMBIA continuou suas patrulhas nas Solomons, e em junho realizou uma missão de bombardeio e mineração nos dias 29 e 30, coordenada com os desembarques da Nova Geórgia. Em 11 e 12 de julho, ela bombardeou Munda, e até 5 de setembro, quando navegou para uma breve revisão em Sydney, patrulhou a sudeste das Solomons.

COLÔMBIA retornou à sua divisão em 24 de setembro de 1943 ao largo de Vella LaVella, enquanto as patrulhas para interceptar navios japoneses continuavam. Quando os fuzileiros navais desembarcaram em Bougainville em 1º de novembro, os canhões da COLÔMBIA atingiram alvos em Buka e Bonis e em Shortlands. Na noite de 2 de novembro, sua força interceptou um grupo japonês que navegava para atacar transportes situados ao largo de Bougainville. Na batalha furiosa da Batalha da Imperatriz Augusta Bay, que resultou, COLUMBIA juntou-se ao afundamento de um cruzador japonês e um contratorpedeiro, e desviar os atacantes de seu objetivo. Ela continuou a apoiar os desembarques em Bougainville e a bombardear alvos nas Ilhas Salomão até dezembro.

Após exercícios de treinamento nas Novas Hébridas em janeiro de 1944, COLUMBIA ajudou a liderar o ataque e a ocupação de Nissan, uma das Ilhas Verdes, de 13 a 18 de fevereiro. No início de março, seu grupo varreu a linha entre Truk e Kavieng em busca de navios inimigos, depois cobriu o assalto e a ocupação da Ilha Emirau de 17 a 23 de março. Em 4 de abril, o COLUMBIA partiu de Port Purvis para uma revisão em São Francisco, retornando às Ilhas Salomão em 24 de agosto.

COLÔMBIA fez uma surtida de Port Purvis em 6 de setembro de 1944 com a força de cobertura para os desembarques no Palaus, e permaneceu ao largo de Peleliu para fornecer suporte de tiro às forças em terra e proteção para navios de assalto até seu retorno a Manus em 28 de setembro. Ela navegou em 6 de outubro, guardando a força que iria capturar Dinagat e outras ilhas na entrada do Golfo de Leyte, que deve ser neutralizada antes que a vasta frota invasora de Leyte pudesse entrar no Golfo. Estas ilhas foram tomadas em 17 de outubro, e COLUMBIA navegou para dar cobertura de tiroteio aos desembarques principais 3 dias depois. Mas, à medida que os desembarques prosseguiam, a frota japonesa navegou para o sul para dar batalha e, na noite de 24 de outubro, sua força sul entrou no Golfo de Leyte através do Estreito de Surigão. Ataques galantes de torpedeiros a motor e contratorpedeiros contra as forças japonesas abriram esta fase da batalha decisiva pelo Golfo de Leyte. O COLUMBIA com outros cruzadores juntou-se aos velhos navios de guerra e ficou à espreita. Em uma manobra clássica, os navios americanos coroaram o T da coluna japonesa e abriram fogo pesado que afundou o encouraçado YAMASHIRO e forçou o cruzador fortemente danificado MOGAMI e outras unidades a se retirarem. Perto do amanhecer, COLUMBIA acelerou para desferir os golpes finais que afundaram o destróier ASAGUMO, aleijado em ataques anteriores.

After replenishing at Manus early in November, COLUMBIA returned to Leyte Gulf to protect reinforcement convoys from air attacks. In December, operating from Kossol Roads in the Palaus, she covered Army landings on Mindoro, and on 14 December, lost four of her men when a gun misfired during an air attack.

On 1 January 1945 COLUMBIA sailed for the landings in Lingayen Gulf and on 6 January, as pre-invasion bombardments were getting underway, desperate Japanese suicide attacks began. COLUMBIA was first crashed close aboard by one of the kamikaze planes, then was struck on her port quarter by a second. The plane and its bomb penetrated two decks before exploding with tremendously damaging effect killing 13 and wounding 44 of the crew, putting her after turrets out of action, and setting the ship afire. Prompt flooding of two magazines prevented further explosions, and impressive damage control measures enabled COLUMBIA to complete her bombardment with her two operative turrets, and remain in action to give close support to underwater demolition teams. On the morning of the landings, 9 January, as COLUMBIA lay close inshore and so surrounded by landing craft that she was handicapped in maneuver, she was again crashed by a kamikaze, knocking out six gun directors and a gun mount. Twenty-four men were killed and 97 wounded, but drastically short-handed as she was, COLUMBIA again put out fires, repaired damage, and continued her bombardment and fire support. COLUMBIA sailed that night, guarding a group of unloaded transports. Her crew's accomplishments in saving their ship and carrying out their mission without interruption were recognized with the Navy Unit Commendation for this operation.

COLUMBIA received emergency repairs at San Pedro Bay, Leyte, and sailed on to an overhaul on the west coast, returning to Leyte 16 June 1945. Three days later she sailed for Balikpapan, Borneo, off which she lay from 28 June, guarding minesweeping which preceded the invasion of the island on 1 July. She covered the landing of Australian troops, and gave them gunfire support through the next day, sailing then to join TF 95 in its repeated sweeps against Japanese shipping in the East China Sea. At the close of the war, she carried inspection parties to Truk, the important Japanese base bypassed during the war, and carried Army passengers between Guam, Saipan, and Iwo Jima until sailing for home 31 October.

After calling on the west coast, COLUMBIA arrived at Philadelphia 5 December 1945 for overhaul and service training Naval Reserve men until 1 July 1946. She was decommissioned and placed in reserve at Philadelphia 30 November 1946, and sold 18 February 1959.

In addition to the Navy Unit Commendation, COLUMBIA received 10 battle stars for World War II service.


USS Columbia (SSBN-826)

The Columbia-class submarine is a planned ballistic missile attack submarine for the United States Navy (USN) intended to succeed the Ohio-class boats. Ohio-class submarines are a product of the latter Cold War years, built from 1976 to 1997, and number eighteen completed boats (2018). The Columbia-class will itself number twelve boats and be used in the same undersea role (SSBN).

The successor program was earlier known as the "Ohio Replacement Submarine" and the "SSBN-X Future Follow-On Submarine".

As it stands the boat will have a largely traditional design arrangement with a tubular shape involving a rounded nose cone and a tapering stern section. The sail is positioned just aft of the bow and well-ahead of midships. A squared-off dorsal section of hull will house the ballistic missile packs, of common design to be shared with the British Royal Navy's Dreadnought group and developed General Dynamics Electric Boat Corporation. The armament suite will center solely on between twelve and sixteen ballistic missile tubes as opposed to the twenty-four currently featured on Ohio-class submarines. Dive planes will be set at the sail itself. The propulsion scheme will involve a nuclear reactor as well as an electric-drive unit, the latter feature promising reduced operating noises (acoustic signature). At the stern will be an X-shaped tailplane arrangement for improved maneuverability.

Planned dimensions include an overall length of 560 feet and a beam of 43 feet. Due to the boat's nuclear propulsion scheme, range will be essentially unlimited.

The initial operating boat of the class will be christened USS Columbia (SSBN-826). It is planned that the series will begin construction sometime in 2021 and the first boat will enter service in the following decade, possible in 2031. The primary contractors are Electric Boat and Newport News Shipbuilding.


USS Columbia C-12 - History

1968 - Major Jay R Vargas received the MEDAL OF HONOR for actions as CO, G/2/4, 9th Marine Amphibious Brigade.
1992 - Brigadier General Marvin Hapgood Jr. led 1500 Marines from Camp Pendleton to help quell the Los Angles riots.
A new physical fitness order (Marine Corps Order 6100.12) was issued by HQMC after being developed by Training and Education Command for the last three years. A stricter weight control program, linking physical fitness test (PFT) performance to the body composition program assignment process, and slightly higher weight limits are part of the new order.
2002 - The Department of Defense announced that all service members on active duty on or after 11 September 2001 are eligible to receive the National Defense Service Medal. The medal may also be awarded to members of the reserve components who are ordered to federal active duty, regardless of duration, except for certain categories. President Dwight D. Eisenhower established the National Defense Service Medal 22 April 1953. It has subsequently been awarded for honorable active service for any period between 27 June 1950 and 27 July 1954, the period between 1 January 1961 and 14 August 1974, and between 2 August 1990 and 30 Nov. 1995.
2003 - President Bush, speaking on the deck of the returning USS Abraham Lincoln, declared the Major combat operations in Iraq had ended.

May 2
1945 - PFC William A Foster received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with K/3/1 on Okinawa.
1946 - Marines helped quell a prison riot at Alcatraz Island, CA. Marines from Treasure Island Marine Barracks, under the command of Warrant Officer Charles L. Buckner, aiding in suppressing the three-day prison riot at Alcatraz Penitentiary in San Francisco Bay. WO Buckner, a veteran of the Bougainville and Guam campaigns, ably led his force of Marines without suffering a single casualty.
1950 - SA Robert Bush, Navy Corpsman received the MEDAL OF HONOR for actions on Okinawa.
1968 - Captain James E Livingston received the MEDAL OF HONOR for actions as CO of E/2/4, 9th Marine Amphibious Brigade.

May 3
1898 - Lieutenant Dion Williams and Marines from the USS Baltimore raised the American flag over Cavite, Philippines.
2003 - The Marine Corps left Iceland after being present for more than six decades. Marines were the first American military forces to arrive on the northern European island when the first contingent landed 7 July 1941 as part of the 1st Provisional Brigade sent to protect Iceland from becoming embroiled in World War II. The 51 members of the Marine Corps security force were used as the core group to set up the 3rd Fleet Antiterrorism Security Team (FAST) Company in Norfolk, Virginia.
2004 - Secretary of the Navy Gordon R. England presented awards to three Marines from 2nd Battalion, 5th Marines at Camp Pendleton for actions during the initial invasion phase of Operation Iraqi Freedom (OIF) in early 2003. Sgt Marco A. Martinez received the Navy Cross, while SSgt Adam R. Sikes and Cpl Timothy C. Tardif both received Silver Stars. Secretary England also presented the widow of GySgt Jeffrey E. Bohr Jr. with a posthumous Silver Star.
May 4
1942 - Marines participated in the Battle of the Coral Sea during WWII.
1945 - Sergeant Elbert L Kinser received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with I/3/1 on Okinawa.

May 5
1919 - HQMC moved into the new Navy Building on Constitution Avenue in Washington DC
1961 - Marine pilots retrieved America-s first astronaut, Navy Commander Alan Shepard.
1983 - In Beirut, Lebanon, a UH-1N helicopter carrying the commander of the American peace-keeping force, Colonel James Mead, was hit by machine gun fire, the six Marines aboard escaped injury. Colonel Mead and his crew had taken off in the helicopter to investigate artillery and rocket duels between rival Syrian-backed Druze Moslem militiamen and Christian Phalangists that endangered French members of the multinational force.

May 6
1937 - Marines at NAS Lakehurst, NJ helped rescue the survivors of the Hindenburg disaster.
1942 - The Colors of the 4th Marine Regiment were burned to avoid capture on Corregidor.
1970 - L/Corporal James D Howe received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with I/3/7.
2004 - Four Marines with 3rd Battalion, 5th Marines, were presented awards by the Commandant of the Marine Corps, General Michael Hagee at the Marine Corps Air Ground Combat Center in Twenty-nine Palms, California, for their actions during OIF. Capt Brian R. Chontosh and PFC Joseph B. Perez received the Navy Cross and Corporal’s Armand E. McCormick and Robert P. Kerman received Silver Stars.

May 7
1873 - 200 Marines from the steamers USS Pensacola and Tuscarora landed at the Bay of Panama, Columbia to protect Americans.
1942 - The 8th Defense Battalion landed on Wallis Island, from Tutuila Island.
1945 - Private Dale M Hansen received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with C/1/7 on Okinawa.
PFC Albert E Schwab received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions as a Flame Thrower Operator with 1st Battalion, 5th Marines on Okinawa.
Corporal John P Farday received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with C/1/7 on Okinawa.
1965 - MAG-12 arrived at Chu Lai, Vietnam to construct a maintenance facility and support systems for an expeditionary airfield.

May 8
1808 - Marine Barracks, Charleston was established under Lieutenant Pinckney using 22 Marines.
1945 - PFC James D LaBelle posthumously received the MEDAL OF HONOR for actions with Weapons Company, 27th Marines, 5th Marine Division, in action against enemy forces on Iwo Jima.
1995 - In the wake of the most devastating storm to hit the New Orleans area in more than 200 years, a group of Marines and sailors from Marine Forces Reserve demonstrated the quick response synonymous with the Navy/Marine Corps team. Within 24 hours, Marines assisted in the evacuation of 2,500 civilians, and Navy corpsmen treated scores of flood victims.
1970 - L/Corporal Miguel Keith received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with Combined Action Platoon 1-3-2, III Marine Amphibious Force.
2002 - Private First Class Darwin H. Brown was laid to rest in Bernardston, Massachusetts, nearly 60 years after the 18-year-old Marine was killed in the battle of Tarawa, November 1943. Brown’s dog tags, and later his remains and those of another man, were uncovered by local construction workers on what is now Betio Island in the Republic of Kiribati. Laborious forensic and DNA tests established one of the bodies as Brown’s.

May 9
1846 - Lt Archibald Gillespie delivered a Presidential message to Captain John C Fremont in Oregon.
2000 - The remains of six Marines, listed as missing in action from the Mayaguez incident in Southeast Asia 25 years ago, were identified and returned to their families for burial in the United States. The May 1975 incident involved the attempt to rescue an American cargo ship and its crew on a small island near Cambodia. It was considered the last battle of the conflict in Southeast Asia.
2002 - Lieutenant Colonel Kenneth A. Walsh, a World War II Marine Corps fighter ace and MEDAL OF HONOR recipient, was posthumously inducted into the Naval Aviation Hall of Honor at Pensacola Naval Air Station, Florida. LtCol Walsh is credited with 21 kills during the war and was awarded the MEDAL OF HONOR for taking on numerically superior enemy forces. Three Navy pilots were also inducted into the hall.

May 10
1845 - Marines from the USS Constitution (Old Ironsides) landed at Tourane, Cochin China (Da Nang, Vietnam). This was the first time Marines landed in Viet Nam.
1945 - The 22nd Marines, 6th Marine Division, executed a pre-dawn attack across the Asa River Estuary and seized a bridgehead from which to continue the attack toward Naha, the capital of Okinawa.
May 10, 1945 - William D Halyburton: Pharmacist's Mate Second Class, US Naval Reserve received the MEDAL OF HONOR for conspicuous gallantry and intrepidity at the risk of his life above and beyond the call of duty while serving with a Marine rifle company in the 2d Battalion, 5th Marines, 1st Marine Division, during action against enemy Japanese forces on Okinawa Shima in the Ryukyu Chain, 10 May 1945.

May 11
1898 - Private Joseph J Franklin received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Private Frank Hill received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Private Joseph F Scott received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Private Michael Kearney received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Private Oscar W Field received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Private Pomeroy Parker received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville.
Sergeant Phillip Gaughan received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Nashville
Private Daniel Campbell received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Marblehead.
Private Patrick F Ford, Jr. received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Marblehead.
Private Herman W Kuchneister received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Marblehead.
Private Edward Sullivan received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Marblehead.
Private Walter S West received the MEDAL OF HONOR for actions on the USS Marblehead.
1920 - The 16th Marine Regiment was organized in Philadelphia for duty in Cuba, Haiti, & Dominican Republic.

May 12
1975 - Marines were alerted for rescue of the Mayaguez crew and assault on Koh Tang Island, Cambodia.
2003 - The Marine Corps lifted the stop loss and stop-move policies that had been put in place in January. The policies were used to increase the Corps' combat effectiveness for Operation Iraqi Freedom. Marine Administration Message 228/03 offered the details of the phase out. An estimated 6,000 Marines were affected by the stop loss.

May 13
1846 - War was declared on Mexico.
1928 - Marines participated in the Battle of Cua River in Nicaragua.

May 14
1917 - The first Marine detachment transferred from Annapolis to a new Marine post at Quantico, VA.
1919 - Marines from the USS Arizona landed at Constantinople to secure the American Consulate.
1945 - Corporal Louis J Hauge Jr. received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions as leader of a machine gun squad serving with C/1/1 on Okinawa.

May 15
1862 - Corporal John Mackie, the first Marine to earn the MEDAL OF HONOR, was commended for service in the USS Galena during action against Confederate shore batteries at Drewry's Bluff which blocked the James River approaches to Richmond.
1945 - Major Henry A Courtney Jr received the MEDAL OF HONOR posthumously for duty as XO of the 2nd Battalion 22nd Marines, Sixth Marine Division, on Okinawa.
1991 - After flooding killed 130,000 people in Bangladesh, the 5th MEU provided aid in Operation Sea Angel.

May 16
1927 - Marines participated in the Battle of La Paz Centro in Nicaragua.
1945 - The 22nd and 29th Marines continued the attack against Half Moon Hill, a day characterized by the 6th Marine Division as the "bitterest" of the Okinawa Campaign, by the 18th, the famous "Shuri line" had been broached.

May 17
1945 - Corporal James L Day received the MEDAL OF HONOR for actions as a as a squad leader with the 2nd Battalion, 22nd Marines, 6th Marine Division, on Okinawa. Corporal Day rallied his squad and the remnants of another unit and led them to a critical position forward of the front lines of Sugar Loaf Hill.
1962 - The 3rd MEU landed in Thailand, easing the communist pressure.

May 18
1902 - Marines from the USS Ranger landed at Panama City to protect Americans.
1968 - PFC Robert C Burke received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with I/3/27, RVN.

May 19
1927 - The 11th Marine Regiment arrived in Estelí, Nicaragua for garrison duty.

May 20
1803 - Marines participated in the raid on Tripoli
1906 - Major John A Lejeune embarked his battalion for duty in Panama.

May 21
1847 - A Marine Regiment formed for duty with General Winfield Scott’s Army in Mexico.

May 22
1912 - Lieutenant Alfred A Cunningham became the first Marine officer assigned to aviation duty. 1st Lieutenant Alfred A. Cunningham, the first Marine officer to be assigned to "duty in connection with aviation" by Major General Commandant William P. Biddle, reported for aviation training at the Naval Aviation Camp at Annapolis, Maryland, and Marine aviation had its official beginning.
2003 - Marine Private First Class Ronald Lilledahl became the first "unknown" American service member from the Korean War to be positively identified. His remains were exhumed in 1999 from the National Memorial Cemetery of the Pacific by the U.S. Army Central Identification Laboratory Hawaii with the hopes that new technology could lead to identification of America's unknowns. Private First Class Lilledahl's remains were returned to his family for burial.

May 23
1899 - Marines arrived to secure the Cavite Naval Base, Philippines.
1988 - The V-22 Osprey, the world's first production tilt-rotor aircraft, made its debut during rollout ceremonies at Bell Helicopter Textron's Arlington, Texas, facility. More than 1,000 representatives, gathered to hear various speakers, including Gen Alfred Gray, Commandant of the Marine Corps, praise the versatile rotor craft designed to meet the needs of 21st Century battlefields.

May 24
1900 - Marines landed at Taku, China, to establish a Legation Guard at Peking.

May 25
1775 - Eight Marines escorted the payroll, being the first recorded action of the Continental Marines.

May 26
1853 - Marine Major Jacob Zeilin arrived with Commodore Matthew C Perry’s squadron on Okinawa.
1945 - 1st Lieutenant Harry L Martin received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions as Platoon Leader Company C, Fifth Pioneer Battalion, Fifth Marine Division on Iwo Jima.
1969 - Operation Pipestone Canyon began when the 1st Battalion, 26th Marines and 3rd Battalion, 5th Marines began sweeps in the Dodge City/Go Noi areas southwest of Da Nang. It terminated at the end of June with 610 enemy killed in action at a cost of 34 Marines killed.

May 27
1803 - Marines aboard the USS John Adams engaged Tripolitan gunboats off Tripoli.
1969 - PFC Jimmy W Phipps received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions as a Combat Engineer with B/1/1.

May 28
1945 - The 5th Marine Regiment began the final assault against Shuri Castle, Okinawa.
1952 - PFC John D Kelly received the MEDAL OF HONOR posthumously with C/1/7 in Korea.

May 29
1944 - The 4th Marine Division sailed from Pearl Harbor for Saipan operations.
1945 - 5th Marines assaulted Shuri Ridge, Okinawa, despite heavy mortar fire and took the crest and later Shuri Castle itself.
1951 - PFC Whitt L Morland received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions as an Intelligence Scout attached to C/1/5, in Korea.
1952 - Corporal David B Champagne received the MEDAL OF HONOR posthumously for actions with A/1/7 in Korea.
1991 - Elements of a joint task force that included the 5th Marine Expeditionary Brigade departed the Bay of Bengal off the coast of Bangladesh after nearly two weeks of disaster relief operations following a devastating cyclone. The joint task force delivered tons of relief supplies using helicopters, C-130s, and landing craft in Operation Sea Angel.

May 30
1873 - 68 Marines from the USS Ohio and USS Portsmouth restored order after a fire in Boston.
2004 - Vietnam MEDAL OF HONOR recipient Private Raymond Michael “Mike” Clausen, Jr. died of liver failure at the age of 56. Private Clausen heroically participated in the helicopter rescue of a Marine platoon stranded in a minefield on 31 January 1970 while he was serving as a helicopter crew chief with Marine Medium Helicopter Squadron 263. He was buried in Ponchatoula Cemetery in Ponchatoula, Louisiana.

May 31
1900 - Marines guarded Peking Diplomatic Quarters during the Boxer Rebellion.


Sisällysluettelo

Alus tilattiin 30. kesäkuuta 1890 William Cramp and Sonsilta Philadelphiasta Pennsylvaniasta, missä köli laskettiin 30. joulukuuta 1890 [1] . Alus laskettiin vesille 26. heinäkuuta 1892 kumminaan neiti H. Morton ja otettiin palvelukseen 23. huhtikuuta 1894 päällikkönään George Watson Sumner. [2]

Palvelukseenotettaessa alus liitettiin Pohjois-Atlantin laivueeseen. Alus suojasi 30. heinäkuuta 1894 - 5. tammikuuta 1895 Yhdysvaltain etuja Karibialla. Kesällä 1895 alus vieraili Euroopassa, jossa se edusti kesäkuussa Yhdysvaltoja Kielin kanavan avajaisissa. Elokuussa alus palasi Yhdysvaltain itärannikolle ja se partioi läntisellä Atlantilla, kunnes se sijoitettiin reserviin 13. toukokuuta 1897 Philadelphian laivastontelakalla. [2]


Assista o vídeo: USS COLUMBIA CL-56 A STORY of 17 Men (Outubro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos