Novo

Harnett County LST-821 - História

Harnett County LST-821 - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Harnett County

Um condado no centro da Carolina do Norte.

(LST-821: dp. 1.625; 1. 328 '; b. 50'; dr. 11 '; s. 12 k;
Cpl. 266; uma. 8 40 mm, 12 20 mm; cl. LST - 11)
LST-21 foi estabelecido pela Missouri Valley Bridge Iron Works, Evansville, Inc., 19 de setembro de 1944, lançado em 27 de outubro, patrocinado pela Sra. Hugh Robertson Sr .; colocado em comissão parcial em 14 de novembro para o cruzeiro pelo rio Mississippi; e comissionado em Nova Orleans em 22 de novembro, o tenente C. J. Rudine no comando.

Depois de ser retirado da Flórida, o LST-821 partiu de Nova Orleans em 27 de dezembro para a costa oeste, chegando a San Diego em 18 de janeiro de 1945. Navegando para San Francisco e Pearl Harbor, onde carregou carga adicional, o LST-821 chegou a Entwetok, Ilhas Marshall, 7 de março . Nas 5 semanas seguintes, ela operou nas proximidades de Entwetok, Ulithi e Guam antes de embarcar para Okinawa.

A campanha contra a fortaleza de Okinawa mantida pelo inimigo estava bem encaminhada v., Quando o LST-821 chegou em 18 de abril. Cinco dias depois, ela descarregou sua carga de homens, veículos e suprimentos de Ie Shima. No dia 24, ela embarcou 183 homens da 77ª Divisão de Infantaria e os transportou para a costa oeste de Okinawa, depois retornou a Ulithi em 5 de maio para uma breve revisão.

Para o resto da guerra, ela transportou tropas e equipamentos entre as bases dos EUA no Pacífico, enquanto as forças americanas se preparavam para um possível ataque à pátria japonesa. A aceitação do Japão ou os termos de paz dos Aliados impediram qualquer invasão do Japão, e o LST-821 continuou as operações com as forças de ocupação no Extremo Oriente até 11 de dezembro, quando navegou para os Estados Unidos.

O navio de desembarque chegou a San Diego em 7 de janeiro de 1946; navegou para Portland no início de abril e descomissionou em Vancouver, Wash., em 8 de julho de 1946. Ela permaneceu na Frota da Reserva do Pacífico pelos próximos 20 anos e foi nomeada Condado de Harnett em 1º de julho de 1955.

O condado de Harnett foi reativado em 20 de agosto de 1966 para ajudar a atender à grande e crescente demanda por navios na guerra do Vietnã. Após o treinamento de shakedown na Baía de São Francisco, ela partiu para o serviço na Força Anfíbia, Frota do Pacífico, que continuou em 1967.

LST-821 recebeu uma estrela de batalha pelo serviço na Segunda Guerra Mundial.


Condado de USS Harnett (LST-821) - Histórico de serviço

Durante a Segunda Guerra Mundial, LST-821 foi designada para o teatro Ásia-Pacífico e participou do assalto e ocupação de Okinawa Gunto de abril a junho de 1945. Após a guerra, ela desempenhou funções de ocupação no Extremo Oriente até o início de dezembro de 1945. LST-821 voltou aos Estados Unidos e foi desativado em março de 1946 e atribuído à Frota de Reserva do Pacífico. Em 1 de julho de 1955, todos os LSTs restantes receberam nomes de condados dos EUA LST-821 foi chamado USS Harnett County (LST-821).

Recomissionado em 20 de agosto de 1966, Harnett County prestou serviço extensivo na Guerra do Vietnã, participando das seguintes campanhas: Contraofensiva vietnamita - Fase II (12 de janeiro a 31 de maio de 1967) Contraofensiva vietnamita - Fase III (1 de junho a 12 de julho de 1967 e 17 de agosto de 1967 a 29 de janeiro de 1968) a Contraofensiva Tet (30 de janeiro a 27 de fevereiro de 1968) a Contraofensiva vietnamita - Fase IV (9 de abril a 30 de junho de 1968) a Contraofensiva vietnamita - Fase V (1 de julho a 1 de novembro de 1968) a Contraofensiva vietnamita - Fase VI (2 a 4 de novembro 1968 e 8 de dezembro de 1968 a 22 de fevereiro de 1969) a Contraofensiva Tet / 69 (23 de fevereiro a 7 de maio de 1969) Vietnã Verão-Outono 1969 (4 de agosto a 31 de outubro de 1969) Vietnã Inverno-Primavera de 1970 (1 de novembro de 1969 a 22 de janeiro de 1970 e 17 de fevereiro a 30 de abril de 1970) a Contraofensiva do Santuário (1 de maio a 30 de junho de 1970) e a Contraofensiva Vietnamita - Fase VII (1 a 21 de julho de 1970).

Redesignado um concurso de embarcações de patrulha, USS Harnett County (AGP-821) na primavera de 1970, ela foi desativada em 12 de outubro de 1970 em Guam. O navio foi transferido para o Vietnã do Sul no âmbito do Programa de Assistência à Segurança em 12 de outubro de 1970 e renomeado RVNS Meu Tho (HQ-800). Meu Tho foi uma das flotilhas de trinta e cinco navios da Marinha da República do Vietnã que navegaram para Subic Bay após a queda de Saigon em abril de 1975. Ela foi transferida para as Filipinas em 5 de abril de 1976, recebendo o nome de BRP Sierra Madre. Ele encalhou no Recife Ayungin (Segundo Recife Thomas) nas Ilhas Spratly em 1999 e, desde então, tornou-se um posto avançado das Forças Armadas das Filipinas.

LST-821 ganhou uma estrela de batalha pelo serviço na Segunda Guerra Mundial. Adicionalmente, Harnett County ganhou nove estrelas de batalha, dois prêmios de Menção de Unidade Presidencial e três prêmios de Comenda de Unidade da Marinha pela Guerra do Vietnã.

Citações famosas contendo as palavras serviço e / ou história:

& ldquo Em prédios públicos destinados ao cuidado e manutenção dos bens da Idade Média, uma equipe de funcionários civis serviço assistentes de arte elogiam todos os rabiscos e rabiscos mortos e irrelevantes que, na melhor das hipóteses, têm apenas interesse histórico para idiotas e vagabundos. & rdquo
& mdashGeorge Grosz (1893 & # 1501959)

& ldquo Em história o grande momento é, quando o selvagem está apenas deixando de ser um selvagem, com toda sua força pelástica cabeluda direcionada para seu senso de beleza inicial & # 151 e você tem Péricles e Fídias & # 151 e ainda não foi transferido para a civilidade coríntia. Tudo de bom na natureza e no mundo está naquele momento de transição, quando os sucos morenos ainda fluem abundantemente da natureza, mas sua astrigência ou acre são extraídas da ética e da humanidade. & rdquo
& mdashRalph Waldo Emerson (1803 & # 1501882)


Laststandonzombieisland

Aqui na LSOZI, iremos todas as quartas-feiras para dar uma olhada nas antigas marinhas a vapor / diesel do período de 1859-1946 e traçaremos o perfil de um navio diferente a cada semana.

Navio de guerra, quarta-feira, 19 de março, The Tales of Harnett County

Aqui vemos a beleza utilitária que é o navio tanque de desembarque da classe LST-542 Condado de USS Harnett (LST-821). A maioria dos LST & # 8217s, concebidos pela primeira vez durante a Segunda Guerra Mundial para lançar tropas e suprimentos na linha de praia de suas portas de tesoura na proa, são nomeados em homenagem aos condados e ao condado de Harnett (em homenagem a um condado da Carolina do Norte que faz parte da grande Raleigh– Durham – Chapel Hill area) é o único navio da Marinha dos Estados Unidos na Lista da Marinha a ter este nome.

(Não LST821, mas mostrado para dar uma ideia das portas LST)

Mas ela nem sempre teve esse apelido. Quando ela foi depositada em 19 de setembro de 1944 na Missouri Valley Bridge & amp Iron Company, Evansville, Indiana, ela tinha apenas o número do casco como uma referência (LST-821). Você vê que a Marinha construiu tantos desses navios de 4.000 toneladas e 328 pés de comprimento que eles apenas receberam números. Ela não pegou o USS Harnett County dub até 1955.

A classe LST-542 forneceu serviço Yeoman & # 8217s nos TOs da Europa e do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. Esses navios foram melhorias em relação aos antigos da classe 491 e acrescentaram uma ponte de navegação, a instalação de uma planta de destilação de água com capacidade de 4.000 galões por dia, a remoção dos tubos do ventilador do convés do tanque da seção central do convés principal, o fortalecimento do convés principal para transportar um menor Landing Craft Tank (LCT), e uma atualização em armadura e armamento, com a adição de uma arma calibre 3 & # 8243/50. Ela podia flutuar em até 60 centímetros de profundidade quando descarregada e transportar uma equipe de desembarque de 16 oficiais, 147 homens alistados.

Quando foi comissionada em 14 de novembro de 1944, ela foi levada às pressas para o Pacífico e desembarcou homens e cargas em Okinawa durante as principais batalhas lá em 1945. Quando a paz estourou, ela foi desativada e colocada na reserva. Ela ganhou uma estrela de batalha por essa campanha.

No Vietnã, observe a agitação da lama em águas rasas, os minúsculos PBRs de 26 pés ao lado e os helicópteros no convés

Quando o Vietnã chegou, ela foi expulsa de sua década de naftalina em 1966 para fornecer apoio logístico e de tropas durante o conflito, participando de mais de uma dúzia de operações ao longo de quatro anos, ganhando 3 Comendas de Unidade da Marinha, 2 Citações de Unidade Presidencial, e 9 estrelas de batalha. Por muito tempo, ela serviu como uma Patrol Craft Tender, gaseando PBR & # 8217s da Marinha, equipes SEAL da Marinha e helicópteros Seawolf e unidades USCG e, como tal, foi redesignada Condado de USS Harnett (AGP-821). Como tal, ela era um membro orgulhoso e nave-mãe do Mekong Delta Yacht Club

Em outubro de 1970, ela foi desativada como parte do rebaixamento dos EUA na Indochina e transferida no mesmo dia para a Marinha do Vietnã do Sul.

À distância, como parte da frota RVN exilada em 1975, navegando para Subic

Lá, seu nome foi alterado para o RVNS My Tho (flâmula número HQ-800) e continuou a servir extensivamente naquele conflito por mais cinco anos sob uma nova bandeira. Quando o Vietnã do Sul caiu em 1975, o My Tho, junto com uma flotilha de mais de 30 outros navios RVN, navegou embalado com refugiados para as Filipinas. Lá, eles eram uma frota exilada por um país que já não existia há quase um ano.

Em 5 de abril de 1976, depois de um ano no limbo, o antigo LST foi entregue à Marinha das Filipinas em um negócio em que foi adicionado à lista da marinha daquele país como o BRP Sierra Madre (LT-57), para ser usado no transporte de fuzileiros navais da PN pelo enorme arquipélago, o que ela fez pelos 23 anos seguintes.

Como uma demonstração de reivindicações territoriais, a Marinha das Filipinas impediu BRP Sierra Madre no recife semi-submerso Ayungin (Second Thomas Reef) 9.795 ° N 115.856 ° E, parte da cadeia de ilhas Spratly em 1999 para servir como uma espécie de posto avançado semifixo no Mar do Sul da China, a cerca de 105 nm das próprias Filipinas. Este recife é disputado entre a China e as Filipinas, portanto com o Sierra Madre Posto avançado lá, Manila tem uma reivindicação muito mais tácita do recife e de suas águas adjacentes (e do fundo do mar). Taiwan, Malásia, Brunei e Vietnã também reivindicam os Spratlys.

Ela ainda tem uma montagem dianteira de 40 mm e a PI Navy tem várias dessas armas antigas que funcionam, mas ninguém sabe se a 40 mm mostrada ainda dispara.

Nos últimos 15 anos, um destacamento rotativo de 8 fuzileiros navais liderados por um sargento sênior, um oficial da Marinha e um operador de rádio da Marinha (com um par de telefones via satélite) convocaram o navio de 70 anos, enferrujado e encalhado, de volta ao lar.

Yanto morava sozinho na popa do barco, em um quarto com cama, mosquiteiro, um M-16 encostado na parede e nada além de uma lona enrolada em uma barra de aço para separá-lo do mar. Ele também cuidou dos três galos de combate no barco. Eles eram amarrados a vários poleiros na popa e tinham grande prazer em gritar com qualquer pessoa que tentasse usar o “banheiro”, uma tigela de cerâmica sem assento suspensa sobre a água por canos de ferro e madeira compensada.

Yanto tem esposa e um filho de 6 anos na cidade de Zamboanga. Como os outros, ele consegue falar com a família uma vez por semana ou mais, quando eles ligam para um dos dois telefones via satélite que os homens têm o cuidado de manter secos e carregados. “É o suficiente para mim”, disse ele, dos 5 ou 10 minutos que fala ao telefone com sua família. “O importante é que ouvi a voz deles.”

Como Yanto, Loresto estava vestindo uma camisa sem mangas com "MARINES" estampado na frente e uma seção de malha entre o peito e a cintura, uniformes do time de basquete mais exótico do mundo. “É um lugar solitário”, disse Loresto. “Mas nos colocamos ocupados, sempre ocupados.”

A tripulação remota passa seu tempo a bordo do Sierra Madre da melhor maneira possível. (Foto NYT)

Os chineses, é claro, não estão muito felizes com o BRP Sierra Madre e recentemente impediu a troca de pessoal e entrega de suprimentos para o navio encalhado na esperança de que as Filipinas desistissem de sua reivindicação. Isso levou o PI a mudar para o reabastecimento aéreo das ilhas principais.

E assim vai a saga contínua do condado de Harnett.

Deslocamento: 1.625 toneladas longas (1.651 t) leve
4.080 toneladas longas (4.145 t) cheio
Comprimento: 328 pés (100 m)
Feixe: 50 pés (15 m)
Rascunho: Descarregado:
0,71 m à frente
2,29 m (7 pés 6 pol.) À ré
Carregado com cargas úteis entre 1600 e 1900 toneladas, bem como tropas
2,49 m à frente
14 pés 1 pol. (4,29 m) à ré
Propulsão: 2 × motores a diesel General Motors 12-567, dois eixos, leme duplo
Velocidade: 12 nós (22 km / h 14 mph) (aterrado desde 1999, inoperável)
Barcos e desembarque
embarcação transportada: dois LCVPs
Tropas: 16 oficiais, 147 homens alistados
Complemento: 7 oficiais, 104 homens alistados (atual destacamento de 10 homens da Marinha das Filipinas e fuzileiros navais)
Armamento: • 1 × arma de calibre 3 e # 8243/50 simples
• Pistolas de 8 × 40 mm (a maioria removida em 1966)
• Pistolas de 12 × 20 mm (removidas em 1966)

Se você gostou desta coluna, por favor, considere ingressar na Organização Internacional de Pesquisa Naval (INRO), Publishers of Warship International

Eles são possivelmente uma das melhores fontes de estudo naval, imagens e companheirismo que você pode encontrar http://www.warship.org/

A International Naval Research Organization é uma corporação sem fins lucrativos que se dedica ao incentivo ao estudo das embarcações navais e suas histórias, principalmente na era dos navios de guerra de ferro e aço (cerca de 1860 até hoje). Seu objetivo é fornecer informações e meios de contato para os interessados ​​em navios de guerra.

Perto de seu 50º aniversário, Warship International, o tomo escrito do INRO publicou centenas de artigos, a maioria dos quais são únicos em seu alcance e assunto.


Navio de guerra, quarta-feira, 19 de março, The Tales of Harnett County

Aqui na LSOZI, iremos todas as quartas-feiras para dar uma olhada nas antigas marinhas a vapor / diesel do período de 1859-1946 e traçaremos o perfil de um navio diferente a cada semana.

Navio de guerra, quarta-feira, 19 de março, The Tales of Harnett County

Aqui vemos a beleza utilitária que é o navio tanque de desembarque da classe LST-542 Condado de USS Harnett (LST-821). A maioria dos LST & # 8217s, concebidos pela primeira vez durante a Segunda Guerra Mundial para lançar tropas e suprimentos diretamente em uma linha de praia de suas portas de tesoura na proa, têm o nome de condados e do condado de Harnett (em homenagem a um condado da Carolina do Norte que faz parte da grande Raleigh– Durham – Chapel Hill area) é o único navio da Marinha dos Estados Unidos na Lista da Marinha a ter este nome.

(Não LST821, mas mostrado para dar uma ideia das portas LST)

Mas ela nem sempre teve esse apelido. Quando foi depositada em 19 de setembro de 1944 na Missouri Valley Bridge & amp Iron Company, Evansville, Indiana, ela tinha apenas o número do casco como referência (LST-821). Você vê que a Marinha construiu tantos desses navios de 4.000 toneladas e 328 pés de comprimento que eles apenas receberam números. Ela não pegou o USS Harnett County dub até 1955.

A classe LST-542 forneceu serviço Yeoman & # 8217s nos TOs da Europa e do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial. Esses navios foram melhorias em relação aos antigos da classe 491 e acrescentaram uma ponte de navegação, a instalação de uma planta de destilação de água com capacidade de 4.000 galões por dia, a remoção dos tubos do ventilador do convés do tanque da seção central do convés principal, o fortalecimento do convés principal para transportar um menor Landing Craft Tank (LCT), e uma atualização em armadura e armamento, com a adição de uma arma calibre 3 & # 8243/50. Ela podia flutuar em até 60 centímetros de profundidade quando descarregada e transportar uma equipe de desembarque de 16 oficiais, 147 homens alistados.

Quando foi comissionada em 14 de novembro de 1944, ela foi levada às pressas para o Pacífico e desembarcou homens e cargas em Okinawa durante as principais batalhas lá em 1945. Quando a paz estourou, ela foi descomissionada e colocada na reserva. Ela ganhou uma estrela de batalha por essa campanha.

No Vietnã, observe a agitação da lama em águas rasas, os minúsculos PBRs de 26 pés ao lado e os helicópteros no convés

Quando o Vietnã chegou, ela foi expulsa de sua década de naftalina em 1966 para fornecer apoio logístico e de tropas durante o conflito, participando de mais de uma dúzia de operações ao longo de quatro anos, ganhando 3 Comendas de Unidade da Marinha, 2 Citações de Unidade Presidencial, e 9 estrelas de batalha. Por muito tempo, ela serviu como uma Patrol Craft Tender, gaseando PBR & # 8217s da Marinha, equipes SEAL da Marinha e helicópteros Seawolf e unidades USCG e, como tal, foi redesignada Condado de USS Harnett (AGP-821). Como tal, ela era um membro orgulhoso e nave-mãe do Mekong Delta Yacht Club

Em outubro de 1970, ela foi desativada como parte do rebaixamento dos EUA na Indochina e transferida no mesmo dia para a Marinha do Vietnã do Sul.

À distância, como parte da frota RVN exilada em 1975, navegando para Subic

Lá, seu nome foi alterado para o RVNS My Tho (flâmula número HQ-800) e continuou a servir extensivamente naquele conflito por mais cinco anos sob uma nova bandeira. Quando o Vietnã do Sul caiu em 1975, o My Tho, junto com uma flotilha de mais de 30 outros navios RVN, navegou embalado com refugiados para as Filipinas. Lá, eles eram uma frota exilada por um país que já não existia há quase um ano.

Em 5 de abril de 1976, depois de um ano no limbo, o antigo LST foi entregue à Marinha das Filipinas em um negócio em que foi adicionado à lista da marinha daquele país como o BRP Sierra Madre (LT-57), para ser usado no transporte de fuzileiros navais da PN pelo enorme arquipélago, o que ela fez pelos 23 anos seguintes.

Como uma demonstração de reivindicações territoriais, a Marinha das Filipinas impediu BRP Sierra Madre no recife semi-submerso Ayungin (Second Thomas Reef) 9.795 ° N 115.856 ° E, parte da cadeia de ilhas Spratly em 1999 para servir como uma espécie de posto avançado semifixo no Mar da China Meridional a cerca de 105 nm das próprias Filipinas. Este recife é disputado entre a China e as Filipinas, portanto com o Sierra Madre Posto avançado lá, Manila tem uma reivindicação muito mais tácita do recife e de suas águas adjacentes (e do fundo do mar). Taiwan, Malásia, Brunei e Vietnã também reivindicam os Spratlys.

Ela ainda tem uma montagem dianteira de 40 mm e a PI Navy tem várias dessas armas antigas que funcionam, mas ninguém sabe se a 40 mm mostrada ainda dispara.

Nos últimos 15 anos, um destacamento rotativo de 8 fuzileiros navais liderados por um sargento sênior, um oficial da Marinha e um operador de rádio da Marinha (com um par de telefones via satélite) convocaram o navio de 70 anos de idade, enferrujado e encalhado.

Yanto morava sozinho na popa do barco, em um quarto com cama, mosquiteiro, um M-16 encostado na parede e nada além de uma lona enrolada em uma barra de aço para separá-lo do mar. Ele também cuidou dos três galos de combate no barco. Eles eram amarrados a vários poleiros na popa e tinham grande prazer em gritar com qualquer pessoa que tentasse usar o “banheiro”, uma tigela de cerâmica sem assento suspensa sobre a água por canos de ferro e madeira compensada.

Yanto tem esposa e um filho de 6 anos na cidade de Zamboanga. Como os outros, ele consegue falar com a família uma vez por semana ou mais, quando eles ligam para um dos dois telefones via satélite que os homens têm o cuidado de manter secos e carregados. “É o suficiente para mim”, disse ele, dos 5 ou 10 minutos que fala ao telefone com sua família. “O importante é que ouvi a voz deles.”

Como Yanto, Loresto estava vestindo uma camisa sem mangas com "MARINES" estampado na frente e uma seção de malha entre o peito e a cintura, uniformes do time de basquete mais exótico do mundo. “É um lugar solitário”, disse Loresto. “Mas nos colocamos ocupados, sempre ocupados.”

A tripulação remota passa seu tempo a bordo do Sierra Madre da melhor maneira possível. (Foto NYT)

Os chineses, é claro, não estão muito felizes com o BRP Sierra Madre e recentemente impediu a troca de pessoal e entrega de suprimentos para o navio encalhado na esperança de que as Filipinas desistissem de sua reivindicação. Isso levou o PI a mudar para o reabastecimento aéreo das ilhas principais.

E assim vai a saga contínua do Condado de Harnett.

Deslocamento: 1.625 toneladas longas (1.651 t) leve
4.080 toneladas longas (4.145 t) cheio
Comprimento: 328 pés (100 m)
Feixe: 50 pés (15 m)
Rascunho: Descarregado:
0,71 m à frente
2,29 m (7 pés 6 pol.) À ré
Carregado com cargas úteis entre 1600 e 1900 toneladas, bem como tropas
2,49 m à frente
14 pés 1 pol. (4,29 m) à ré
Propulsão: 2 × motores a diesel General Motors 12-567, dois eixos, leme duplo
Velocidade: 12 nós (22 km / h 14 mph) (aterrado desde 1999, inoperável)
Barcos e desembarque
embarcação transportada: dois LCVPs
Tropas: 16 oficiais, 147 homens alistados
Complemento: 7 oficiais, 104 homens alistados (atual destacamento de 10 homens da Marinha das Filipinas e fuzileiros navais)
Armamento: • 1 × arma de calibre 3 e # 8243/50 simples
• Pistolas de 8 × 40 mm (a maioria removida em 1966)
• Pistolas de 12 × 20 mm (removidas em 1966)

Se você gostou desta coluna, por favor, considere ingressar na Organização Internacional de Pesquisa Naval (INRO), Publishers of Warship International

Eles são possivelmente uma das melhores fontes de estudo naval, imagens e companheirismo que você pode encontrar http://www.warship.org/

A International Naval Research Organization é uma corporação sem fins lucrativos que se dedica ao incentivo ao estudo das embarcações navais e suas histórias, principalmente na era dos navios de guerra de ferro e aço (cerca de 1860 até hoje). Seu objetivo é fornecer informações e meios de contato para os interessados ​​em navios de guerra.

Perto de seu 50º aniversário, Warship International, o tomo escrito do INRO publicou centenas de artigos, a maioria dos quais são únicos em seu alcance e assunto.


Harnett County

O Condado de Harnett, na Carolina do Norte, está localizado na parte centro-leste da Carolina do Norte. O condado de Harnett tem uma população de 106.283, de acordo com a estimativa de 2006 do US Census Bureau. Com o lema "Raízes Fortes

Novo crescimento ", você esperaria que uma história se orgulhasse dos 595,01 quilômetros quadrados do condado de Harnett que viram a primeira onda de escoceses montanheses em 1733.

Harnett County, NC desfruta dos benefícios de viver e fazer negócios em um condado rural com o aclamado Research Triangle Park em seu quintal. A sede do condado de Harnett é Lillington. O condado de USS Harnett (LST-821), construído para a Marinha dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, foi nomeado para a área.

Você pode estar considerando a opção financeira da falência, um plano federal que permite aos devedores dividir os ativos entre os credores e se livrar de obrigações financeiras que não podem ser reembolsadas. Em alguns casos, os devedores podem permanecer no mercado e usar novas receitas para resolver dívidas antigas. O condado de Harnett fica no Distrito Leste, com tribunais de falências em Elizabeth City, Fayetteville, New Bern, Raleigh, Wilmington e Wilson. O site oficial do tribunal pode responder a muitas de suas perguntas sobre falência. A Divisão Wilson está localizada em 1760-A Parkwood Blvd W, Wilson, NC 27893-3564 (telefone: 252-237-0248), enquanto a Divisão Raleigh está localizada em 300 Fayetteville Street, Second Floor, Raleigh, NC 27601-1799 (telefone : 919-856-4752).

Você está enfrentando problemas de endividamento e talvez tenha dúvidas sobre a falência em geral? Se você mora no condado de Harnett, na Carolina do Norte, visite o escritório de advocacia John T. Orcutt para obter as respostas hoje! Oferecemos uma consulta individual GRATUITA que responderá a perguntas e explicará a melhor escolha de ação a ser tomada para sua situação específica de dívida. Você pode marcar uma consulta online ou ligar para nosso escritório de Fayetteville no telefone (910) 323-2972 para fazê-lo. Se você estiver vindo do condado de Harnett, pegue a 210 South até a S Bragg Blvd. Para obter instruções e uma visão panorâmica para encontrar nosso escritório em Fayetteville, clique aqui.


Por Jon Hoppe

Em 9 de maio de 1997, a Marinha das Filipinas & # 8217s dilapidou o navio de desembarque de tanques BRP Sierra Madre (LT-57) encalhou em um recife perto do Second Thomas Shoal nas ilhas Spratly. Ela estava encalhada e era certo que o navio não poderia ser removido por seus próprios meios.

Foto de 2014 do anfíbio BRP Sierra Madre, que as Filipinas usaram como posto avançado no Mar da China Meridional. (Getty Images / Jay Directo)

Seis dias depois, duas fragatas chinesas supostamente invadiram a área e apontaram suas armas para o casco encalhado. Foi alegado que nenhuma assistência foi oferecida pelos navios chineses. Mas, supondo que sim, sua ajuda não teria sido desejada ou bem-vinda pela tripulação do velho navio-tanque de desembarque. o Sierra Madre foi encalhado intencionalmente para servir como um posto avançado para impulsionar as Filipinas & # 8217 reivindicação de soberania sobre as ilhas Spratly. Foi uma de uma longa série de ações em muitos lados por causa das reclamações do Mar do Sul da China, que é disputado.

Embora seu casco esteja hoje cheio de buracos, e para todos os efeitos ela não esteja mais em condições de navegar, o Sierra Madre permanece em comissão e é, portanto, uma extensão oficial do território soberano das Filipinas. O hulk enferrujado e maltratado ainda abriga um contingente de fuzileiros navais filipinos que reivindicam a área.

O antigo LST tem o nome das montanhas de Sierra Madre na parte norte das Filipinas, que abrigam algumas das comunidades mais remotas e inacessíveis do país. É justo, então, que o navio tenha se tornado um posto avançado remoto e inacessível.

Embora a extensa cobertura da mídia tenha se concentrado no enferrujado navio de desembarque da era da Segunda Guerra Mundial em seu papel atual como um ponto de conflito internacional, muito menos tempo foi gasto discutindo como o Sierra Madre veio para as Filipinas em tudo. Na verdade, o antigo LST teve uma longa e condecorada carreira abrangendo três marinhas e vários continentes ao longo de cinco décadas.

o Sierra Madre começou sua longa carreira como USS LST-821. O navio de desembarque do tanque foi derrubado pela Missouri Valley Bridge & amp Iron Works em Evansville, Indiana, em 19 de setembro de 1944, um dos mais de mil LSTs que seriam construídos para serviço na Segunda Guerra Mundial. Pouco menos de um mês depois, ela foi lançada para seu cruzeiro pelo rio Mississippi até Nova Orleans, onde foi oficialmente comissionada em 22 de novembro, com o tenente C. J. Rudine no comando. Ela navegou para o teatro do Pacífico, passando a maior parte do tempo transportando suprimentos entre Eniwetok, Okinawa, Ie Shima, Ulithi, Guam e outras bases em preparação para a esperada invasão do Japão. O navio teve pouca ação na guerra, embora tenha ganhado uma estrela de batalha. Com o lançamento das bombas atômicas em agosto de 1945 e a subsequente rendição do Japão, LST-821 em vez disso, concentrou-se em apoiar a ocupação daquele país. Ele partiu para os Estados Unidos em 11 de dezembro de 1945 e foi desativado e colocado na reserva em 8 de julho de 1946.

USS LST-821 descarregando suprimentos em Ie Shima nas Ilhas Okinawa, setembro de 1945. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

Enquanto ela se sentou na reserva, LST-821 e todos os outros LSTs não atribuídos ao Serviço de Transporte Marítimo Marítimo ou à Administração de Transporte e Controle no Japão foram renomeados após condados e paróquias dos EUA. LST-821 tornou-se o USS Harnett County. Dentro de uma década, ela seria chamada para servir novamente ao seu país.

Após o incidente no Golfo de Tonkin e a escalada da Guerra do Vietnã, ficou claro que os LSTs seriam navios muito úteis. Todos os LSTs de reserva foram reativados para serviço, e quatro - o Condado de Garrett, Condado de Hunterdon, Condado de Jennings, e Harnett County—foram reformados como bases flutuantes para a Força Móvel Flutuante do Delta do Mekong (mais tarde a Força Móvel Riverine) na Operação Game Warden.

O USS Harnett County ao largo de San Diego em outubro de 1966, pouco antes de partir para o Vietnã. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

Os quatro LSTs foram fortemente modificados, recebendo:

  • Uma área de pouso diurna e noturna para helicópteros UH-1B Seawolf
  • Instalações de reabastecimento e rearmamento para esses helicópteros
  • Quatro novas lanças de barco para atracar até 16 PBRs ao lado do navio
  • Uma grande lança de carga para levantar os PBRs da água para reparos a bordo do navio
  • Oficinas de reparos de motor, bomba e casco em PBRs
  • Instalações de destilação de água doce melhoradas para um aumento no complemento
  • Rádio, navegação e equipamentos eletrônicos atualizados

Cada LST forneceria suporte 24 horas por dia para uma frota de 10 PBRs e uma equipe de apoio de fogo de 2 helicópteros - Army UH-1Bs transferidos para a Marinha como Seawolves - além de apoio de fogo aproximado fornecido por 40- armas de mm montadas a bordo do navio.

o Harnett County fundeado no rio Co Chien em dezembro de 1967. Observe os navios de guerra Seawolf no convés. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

Vida a bordo do Harnett County foi apertado, para dizer o mínimo. Com um complemento de 119 e acomodações para 266, o LST teve que acomodar muitos homens e espaços de trabalho dentro de seu comprimento de 100 metros. O segundo navio de apoio Game Warden a chegar ao país, ele tomou posição em Dong Tam em 17 de janeiro de 1967.

A tripulação do Harnett County serviu com notável distinção durante seus dois anos no Game Warden e até 1970. Sua tripulação foi premiada com duas citações de unidade presidencial por & # 8220 heroísmo extraordinário & # 8221 e por um desempenho que foi & # 8220superbo em todas as fases de suas diversas ações. & # 8221 Um capitão do Exército lembrou que o apoio de fogo próximo fornecido pelo Harnett County & # 8220 salvou minha vida. . . e as vidas das tropas vietnamitas que eu estava aconselhando. & # 8221 Além disso, os homens da Harnett County ganhou nove estrelas de batalha e três Comendas de Unidade da Marinha por seus serviços no Vietnã.

o Harnett County com ela & # 8220brood & # 8221 de PBRs. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

No final de 1969, grande parte da Força Móvel Riverine e seus navios foram transferidos para a República do Vietnã do Sul. Os LSTs não ficariam muito atrás. Redesignado como um concurso de embarcações de patrulha (AGP), o Harnett County (AGP-821) foi formalmente transferido para o Vietnã do Sul sob as disposições do Programa de Assistência Militar em 12 de outubro de 1970, tornando-se o RVNS Meu Tho (HQ-800). Era nesse papel que ela salvaria literalmente milhares de vidas.

O marinheiro Lawrence W. Overton carregando revistas para seu rifle M-16 enquanto assume o relógio a bordo do Harnett County em maio de 1969. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

o Meu Tho serviu a Marinha do Vietnã do Sul na guerra ribeirinha, embora no início de 1975. No final de abril, ficou muito claro que Saigon e o governo do Vietnã do Sul logo capitulariam e muitos vietnamitas e civis corriam um terrível perigo como resultado.

Os marinheiros sul-vietnamitas enfrentam seus colegas americanos durante uma cerimônia de troca de custódia para a frota da PBR em 1969. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

Quando Saigon começou a cair, o Meu Tho, seus conveses, porões e todos os outros espaços abarrotados com cerca de 3.000 refugiados, partiram rio abaixo em direção ao mar uma última vez que ela nunca mais voltaria ao Vietnã. O navio se juntou a uma armada de 31 outros navios da Marinha do Vietnã do Sul que se encontraram com o USS Kirk (DE-1087) em uma tentativa desesperada de resgatar o que restava da marinha e as cerca de 30.000 a 40.000 pessoas que seus navios transportavam.

Este & # 8220E-Plano & # 8221, desenvolvido pelo adido do Departamento de Defesa Richard Armitage e pelo capitão Kiem Do, subchefe de operações da Marinha do Vietnã do Sul, era um assunto de extrema urgência. Capitão Paul Jacobs do Kirk mais tarde, lembrou a gravidade da situação quando recebeu ordens para se encontrar com a flotilha do almirante Donald Whitmire, comandante da Operação Vento Frequente. & # 8220 & # 8216Nós & # 8217 teremos que mandá-lo de volta para resgatar a marinha vietnamita '& # 8221 O capitão Jacobs se lembra de ter sido informado. & # 8220 & # 8216Nós esquecemos & # 8217em. E se não os pegarmos ou qualquer parte deles, eles provavelmente serão mortos. '& # 8221 A flotilha se reuniu em Con Son Island, na costa sul do Vietnã & # 8217s, e se dirigiu para Subic Bay nas Filipinas em uma tentativa desesperada de segurança.

Tão desesperadora era a situação a bordo do Meu Tho que um helicóptero do LST decolou do navio e pousou a bordo do Kirk para buscar alimentos e suprimentos médicos urgentemente necessários. A tripulação do helicóptero não notou que seu tanque de combustível estava crivado de buracos de bala e que eles tinham apenas cinco minutos de vôo como resultado. Mas eles conseguiram chegar ao Kirk e voltou com os suprimentos salva-vidas. o Meu Tho e sua preciosa carga humana fez a jornada através do Mar da China Meridional em grande parte inteira.

Refugiados vietnamitas aglomeram-se a bordo do navio do Comando de transporte marítimo militar Pioneer Contender após a queda de Saigon em abril de 1975. Embora não fizesse parte da flotilha que navegou para as Filipinas, as condições não eram totalmente diferentes a bordo do Meu Tho durante a evacuação em massa. (Arquivo de fotos do Instituto Naval dos EUA)

Mas havia uma grande armadilha no plano. O governo filipino naquela época havia reconhecido o governo comunista do Vietnã do Norte & # 8217 como o governo legal para todo o Vietnã e, é claro, exigiu a devolução dos navios. Embaixador dos EUA nas Filipinas William Sullivan, conforme relatado em Jan K. Herman & # 8217s The Lucky Few: A Queda de Saigon e a missão de resgate do USS Kirk fez uso inteligente de uma cláusula do Programa de Assistência Militar que afirmava que se a nação receptora não tivesse mais uso do equipamento doado, ele seria devolvido à custódia dos EUA.

Negociando um acordo de cavalheiros com o governo filipino, o Meu Tho e os outros navios da Marinha do Vietnã do Sul teriam permissão para atracar na Baía de Subic e descarregar os milhares de refugiados a bordo. Eles primeiro teriam que ser re-sinalizados como navios da Marinha dos EUA sob custódia dos EUA, com o aceno de que esses navios seriam mais tarde ser transferido para a Marinha das Filipinas.

o Meu Tho (second from left) moored with other ships of the former South Vietnamese Navy in Subic Bay, the Philippines, in May 1975. Note the ships are flying U.S. flags. (U.S. Naval Institute Photo Archive)

o My Tho, accordingly, entered Subic Bay as a U.S. ship after her South Vietnamese flag was lowered in a solemn ceremony at sea one last time. Those on board disembarked to begin their new lives. More than 131,000 refugees from Vietnam and elsewhere would be settled in the United States over the next several years as part of the larger Indochina Migration and Refugee Assistance Act.

The ship sat moored in Subic Bay until April 1976, when she was officially transferred over to the Philippines. The LST was bought outright that October, becoming the BRP Dumagat (AL-57) and later the Sierra Madre (LT-57). She served as an amphibious transport through the early 1990s until her most recent incarnation as a stationary outpost.


Harnett County LST-821 - History

From Dictionary of American Naval Fighting Ships , Vol. III (1977), pp. 248-249

A county in central North Carolina.

(LST-821: dp. 1,625 l. 328' b. 50' dr. 11' s. 12 k cpl. 266 a. 8 40mm., 12 20mm. cl. LST-511 )

LST-821 was laid down by Missouri Valley Bridge Iron Works, Evansville, Ind., 19 September 1944, launched 27 October, sponsored by Mrs. Hugh Robertson Sr. placed in partial commission 14 November for the cruise down the Mississippi River and commissioned at New Orleans 22 November, Lt. C. J. Rudine in command.

After shakedown off Florida, LST-821 departed New Orleans 27 December for the West Coast arriving San Diego 18 January 1945. Sailing on to San Francisco and Pearl Harbor, where she loaded additional cargo, LST-821 arrived Entwetok, Marshall Islands, 7 March. For the next 5 weeks she operated in the vicinity of Entwetok, Ulithi, and Guam before sailing to Okinawa.

The campaign against the enemy-held fortress of Okinawa was well under way when LST-821 arrived 18 April. Five days later she unloaded her cargo of men, vehicles, and supplies off Ie Shima. On the 24th she embarked 183 men of' the 77th Infantry Division and transported them to the west coast of Okinawa, then returned to Ulithi 5 May for a short overhaul.

For the rest of the war she shuttled troops and equipment among the U.S. bases in the Pacific, as American forces prepared for a possible assault on the Japanese homeland. Japan's acceptance of Allied peace terms precluded any invasion of Japan, and LST-821 continued operations with the occupation forces in the Far East until 11 December when she sailed for the United States.

The landing ship arrived San Diego 7 January 1946 sailed to Portland in early April and decommissioned at Vancouver, Wash., 8 July 1946. She remained in the Pacific Reserve Fleet for the next 20 years, and was named Harnett County 1 July 1955.

Harnett County recommissioned 20 August 1966 to help meet the large and growing demand for ships in the Vietnam war. After shakedown training off San Francisco Bay, she departed for duty with the Amphibious Force, Pacific Fleet, that continued into 1967.


Brown Water Vessels to be Scanned as Part of the Vietnam War Deck Log Digitization Pilot Project

The Mobile Riverine Force Association (MRFA) identifies some 50 vessels that served in Vietnamese "brown waters," but unfortunately it does not identify the specific dates of their deployments. The vessels listed below as River Patrol Support or Mobile Riverine Base ships primarily come from the MRFA website. Specific dates to be scanned will be determined during the scanning process. Note that some of the vessels identified by MRFA as having served in brown waters were "in service" (i.e., not commissioned) and therefore there are no deck logs for them.

River Patrol Support Ships, 1966

  • Belle Grove (LSD-2)
  • Caddo Parish (LST-515)
  • Comstock (LSD-19)
  • Floyd County (LST-762)
  • Jennings County (LST-846)
  • Tortuga (LSD-26)

River Patrol Support Ships, 1967-1968

  • Caddo Parish (LST-515) (through November 1969)
  • Garrett County (LST-768)
  • Harnett County (LST-821)
  • Hunterdon County (LST-838)
  • Jennings County (LST-846)

Mobile Riverine Base Ships, 1967-1968

  • Askari (ARL-30)
  • Benewah (APB-35)
  • Caroline County (LST-525)
  • Cohoes (AN-78)
  • Colleton (APB-36)
  • Indra (ARL-37)
  • Kemper County (LST-854)
  • Mercer (APB-39)
  • Nueces (APB-40)
  • Satyr (ARL-23)
  • Sedgwick County (LST-1123)
  • Vernon County (LST-1161)
  • Washtenaw County (LST-1166)
  • Whitfield County (LST-1169)
  • Windham County (LST-1170)
  • APL-26 ("in service" vessel - no deck logs to scan)
  • YRBM-17 ("in service" vessel - no deck logs to scan)
  • YTB-84 ("in service" vessel - no deck logs to scan)
  • YTB-85 ("in service" vessel - no deck logs to scan)
  • O'Brien (DD-725) (Damaged by enemy gunfire, December 1966)
  • Snohomish County (LST-1126) (Deployed numerous times between 1965 and 1970)

This page was last reviewed on August 15, 2016.
Contact us with questions or comments.


Defense Statecraft


Once again, the Chinese are agitating about their claims to almost everything in the South China Sea. An earlier post of mine details how China has expanded its purported reach farther into the Pacific Ocean, much to the dismay of its regional neighbors. While the PRC claims that such moves are merely for coastal protection, they have recently been pushing oceanic claims to include almost anything with oil or natural gas underneath--ranging from South Korea's Socotra Rock to Japan's Senkaku Island Chain. The Philippine's Second Thomas Shoal is no exception. What sets the Thomas Shoal apart is that the Philippine claim is currently being buttressed by the presence of a rusty, beached, 70-year-old WWII LST (Landing Ship, Tank).

o USS Harnett County was an LST for the United States in WWII, and served again during Vietnam. The ship was given to the Phillipines in 1976, wherein its designation was changed to the BRP Sierra Madre . o Sierra Madre was beached on the Second Thomas Shoal sometime in 1999. Though it hasn't moved under its own power for decades, it hosts a detachment of Filipino Marines, as it is still officially a commissioned vessel of the Philippine Navy. The PRC has only recently been pushing its claim to the region, but has gone so far as to interfere with the ship's resupply operations, using aggressive blocking tactics similar to those employed against the USS Cowpens last December. The reason the ship is still officially commissioned and manned is because an attack against it would be tantamount to war between the PRC and the Philippines--and the Philippines' non-NATO ally the United States.

So why does the Sierra Madre matter any more than the Senkakus or the Socotra Rock? Unlike the other two disputes, the Sierra Madre is an immediate military concern. The debate over the Socotra Rock stems more from EEZ concerns, as the scientific station located there cannot legally be considered national territory (as per the UNCLOS). While the Senkakus have recently seen their own escalations of force, no direct military action has yet been undertaken. The Sierra Madre is a military vessel, manned by military personnel, surrounded by arguably hostile ships of the People's Liberation Army Navy (PLAN). The PLAN knows it could easily overrun the decrepit vessel at any time, but so doing would invite instant military retaliation.

This issue has not gone unnoticed by Washington. The Council of Foreign Relations reminds us that "risk of conflict in the South China Sea is significant. China, Taiwan, Vietnam, Malaysia, Brunei, and the Philippines have competing territorial and jurisdictional claims, particularly over rights . to reserves of oil and gas." After Russia's bold moves against Ukraine, the potential diplomatic implications for the PRC in the South China Sea are immense. The Obama administration is pushing ASEAN for a comprehensive "code of conduct" in the South China Sea in order to avert any disaster that might lead to war.

China is viewed by most of the international community as the aggressor in recent South China Sea disputes. However minor disputes over small rocks in the Pacific may seem, their successful resolution will hopefully set a peaceful precedent of action that will help resolve future oceanic disputes with the Asian powerhouse. Meanwhile, an old LST that served the United States through two wars may yet be involved in a third. Only time will tell if Winston Churchill will be proven right, yet again.


(For more information, the NYT has a wonderful article regarding the current condition of the Sierra Madre).


Histórico do serviço [editar | editar fonte]

During World War II, LST-821 was assigned to the Asiatic-Pacific theater and participated in the assault and occupation of Okinawa Gunto from April through June 1945. Following the War, she performed occupation duty in the Far East until early December 1945. LST-821 returned to the United States and was decommissioned in March 1946 and assigned to the Pacific Reserve Fleet. On 1 July 1955 all remaining LSTs were given names of U.S. counties LST-821 was named USS Harnett County (LST-821).

Recommissioned on 20 August 1966, Harnett County saw extensive service in the Vietnam War, participating in the following campaigns: the Vietnamese Counteroffensive – Phase II (12 January to 31 May 1967) the Vietnamese Counteroffensive – Phase III (1 June to 12 July 1967 and 17 August 1967 to 29 January 1968) the Tet Counteroffensive (30 January to 27 February 1968) the Vietnamese Counteroffensive – Phase IV (9 April to 30 June 1968) the Vietnamese Counteroffensive – Phase V (1 July to 1 November 1968) the Vietnamese Counteroffensive – Phase VI (2 to 4 November 1968 and 8 December 1968 to 22 February 1969) the Tet/69 Counteroffensive (23 February to 7 May 1969) Vietnam Summer-Fall 1969 (4 August to 31 October 1969) Vietnam Winter-Spring 1970 (1 November 1969 to 22 January 1970 and 17 February to 30 April 1970) the Sanctuary Counteroffensive (1 May to 30 June 1970) and the Vietnamese Counteroffensive – Phase VII (1 to 21 July 1970). Redesignated a Patrol Craft Tender, USS Harnett County (AGP-821) in the spring of 1970, she was decommissioned 12 October 1970 at Guam. The ship was transferred to South Vietnam under the Security Assistance Program on 12 October 1970 and renamed RVNS My Tho (HQ-800). My Tho was one of the flotilla of thirty-five Republic of Vietnam Navy ships that sailed for Subic Bay after the fall of Saigon in April 1975. She was transferred to the Philippines on 5 April 1976, was named BRP Sierra Madre. In 1999, it was run aground Ayungin Reef (Second Thomas Reef) in the Spratly Islands, and has since then been an advance outpost of the Armed Forces of the Philippines.

LST-821 earned one battle star for World War II service. Adicionalmente, Harnett County earned nine battle stars, two awards of the Presidential Unit Citation, and three awards of the Navy Unit Commendation for the Vietnam War.

In 2013, the New York Times reported on the life of the marines stationed on board the Sierra Madre at Ayungin and its role in the geopolitics of the South China Sea. & # 911 e # 93

USS Harnett County (LST-821), upper left, is aft of Achomawi (ATF-148) — itself alongside Munsee (ATF-107) — at Mare Island Navy Yard, 28 March 1946.

A view of Harnett County's main deck from a UH-1B helicopter of Navy Helicopter Attack (Light) Squadron Three HA(L)-3 "Seawolf."


Assista o vídeo: Teen, older brothered shot in Harnett County (Outubro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos