Novo

Irvin McDowell, 1818-1885

Irvin McDowell, 1818-1885


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Irvin McDowell, 1818-1885

O general do sindicato está intimamente ligado às derrotas federais na primeira e na segunda corrida de touros. McDowell foi educado no Collège de Troyes, na França, antes de estudar em West Point (1834-1838), graduando-se no vigésimo terceiro lugar em uma turma de 45 alunos. Entre seus colegas graduados naquele ano estava P.G.T. Beauregard. No total, sua classe forneceu cinco generais da União e oito da Confederação.

De West Point ele foi destacado para a 1ª Artilharia, tornando-se rapidamente um segundo-tenente. Ele passou os primeiros anos de sua carreira na fronteira com o Canadá, então uma área de muita tensão. Em 1841 ele retornou a West Point como oficial tático, onde permaneceu até o início da Guerra do México. Enquanto estava em West Point, foi promovido a primeiro-tenente.

Ele começou a guerra como ajudante de campo do General Wool (6 de outubro de 1845). Nessa qualidade, ele se destacou na batalha de Buena Vista (22-23 de fevereiro de 1847), e foi promovido a capitão brevet. Após a Guerra do México, ele serviu em uma variedade de funções de estado-maior, incluindo um período no quartel-general do Exército, chegando ao posto de major em 1856.

Inevitavelmente, esse serviço no quartel-general significava que ele era bem conhecido do general Winfield Scott, o chefe do exército no início da guerra civil. Em 14 de maio de 1861 foi promovido a brigadeiro-general. No início, ele serviu sob o general Mansfield, no prédio do exército em torno de Washington. Quando parte desse exército foi enviado através do Potomac para o banco da Virgínia (23-24 de maio de 1861), McDowell foi nomeado para comandá-lo, como chefe do novo Departamento do Nordeste da Virgínia (27 de maio). Este exército ficaria mais famoso como o Exército do Potomac.

McDowell estava sob intensa pressão para agir. Havia um exército confederado em Manassas Junction, a apenas trinta quilômetros de Washington. A maioria dos homens de seu exército havia se alistado por três meses, e seu tempo no exército logo chegaria ao fim. O plano preferido do general Scott era espremer a Confederação até a morte, bloqueando seus portos e limpando o Mississippi (o "plano anaconda". Seu plano estava muito próximo do que acabou acontecendo, mas ainda não era o momento certo para um planejamento de longo prazo. O presidente Lincoln sofreu muita pressão para agir imediatamente contra o exército em Manassas Junction.

Lincoln decidiu que valia a pena correr o risco. Outros exércitos confederados não lutaram bem. Uma grande força em Harper’s Ferry, sob o comando do general Joseph Johnston, recuou ao avistar uma coluna federal. Se os homens de McDowell tivessem sucesso, eles poderiam ter percorrido um longo caminho para vencer a guerra. Se eles falhassem, centenas de milhares de homens alistados por três anos já estavam enchendo as fileiras de um novo exército que tomaria seu lugar.

No mínimo, a vasta experiência e treinamento militar de McDowell agora se tornaram uma fraqueza. Seu plano para a próxima campanha precisava de tropas experientes. Ele tinha recrutas inexperientes, a maioria só se inscreveu por três meses. É certo que o comandante do sul em Manassas, general Beauregard, também o fez, mas sua tarefa defensiva era bem mais direta. McDowell estava bem ciente da experiência e treinamento limitados de seus homens e teria preferido esperar até que os novos homens de três anos pudessem ser treinados.

O plano de McDowell era que seu exército avançasse em direção à área de Bull Run de Washington, enquanto o general Patterson em Harper’s Ferry garantiu que o Exército Confederado de Shenandoah sob Joseph Johnston não fosse capaz de se mover para o leste para reforçar Beauregard. Infelizmente, Patterson não conseguiu isso, e quando McDowell lançou seu ataque, a maior parte do exército de Johnston já estava com Beauregard, enquanto a brigada final chegou no dia da batalha. Esse ataque foi lançado em 21 de julho de 1861 (First Bull Run ou Manassas) e chegou muito perto do sucesso, mas o exército inexperiente de McDowell não conseguiu aproveitar as oportunidades que lhe foram dadas. Finalmente, Beauregard lançou um contra-ataque feroz e a maior parte do exército de McDowell simplesmente se dissolveu.

Ironicamente, uma das falhas de McDowell durante a batalha agora o ajudou. Ele não conseguiu colocar suas brigadas de reserva em ação durante o dia. Agora eles formaram uma linha defensiva em Centerville, e esperaram pelo contra-ataque confederado. Esse ataque não aconteceu. O exército confederado estava em um estado um pouco melhor do que o de McDowell. Seus comandantes estavam bem cientes da força das defesas em torno de Washington.

McDowell foi rapidamente substituído por George B. McClellan. Sua conduta na batalha foi suficientemente competente para que ele fosse mantido como um comandante divisionário no Exército do Potomac de McClellan. No entanto, eles nunca deveriam lutar juntos. Nos preparativos da campanha da Península de McClellan, McDowell foi promovido a major-general dos voluntários e deu o comando do I Corpo. Nos planos iniciais, este corpo deveria mover-se primeiro, mas depois que a retirada dos confederados de Manassas Junction alterou os planos de McClellan, a ordem do movimento foi alterada.

Isso significa que foi o corpo de McDowell que foi retido em Washington quando Lincoln decidiu que as medidas que McClellan havia tomado para defender a capital eram inadequadas. O próprio McDowell protestou contra essa decisão, mas isso não impediu McClellan de incluir McDowell entre seus inimigos em Washington. As coisas não foram ajudadas quando McDowell recebeu o comando de um novo Departamento de Rappahannock. Embora grande parte da corporação de McDowell tenha se juntado a McClellan, uma parte considerável do exército da União foi efetivamente removida das batalhas cruciais na Península. Quando Stonewall Jackson começou a ganhar suas vitórias no Vale do Shenandoah, a corporação de McDowell foi mais uma vez desviada de ajudar McClellan, mais uma vez contra o conselho de McDowell.

No momento em que a campanha de McClellan estava chegando ao fim durante as Batalhas dos Sete Dias, um novo exército estava sendo formado no norte da Virgínia. Os três exércitos separados sob o comando de McDowell, Fremont e Banks foram combinados para formar um novo Exército da Virgínia sob o general John Pope. Enquanto Fremont renunciava, McDowell estava feliz em servir sob o comando de Pope e logo se tornou próximo de seu novo comandante.

Ironicamente, a campanha de Pope também terminou em derrota em Manassas. Na Segunda Batalha de Bull Run (29-30 de agosto de 1862), McDowell comandou o maior corpo de Pope, o Terceiro. Este corpo desempenhou um papel muito menor na luta de 29 de agosto. Naquele dia, Pope estava atacando a ala de Stonewall Jackson do exército confederado, sem saber que Longstreet e Lee estavam se aproximando de sua ala esquerda. Os homens de McDowell's só estavam realmente posicionados no final do dia, tarde demais para fazer qualquer contribuição significativa para o ataque às posições de Jackson. No dia seguinte, suas duas divisões estavam espalhadas pelo campo de batalha, prontas para participar do que Pope esperava ser o ataque final contra Jackson, e então McDowell teve pouca chance de se redimir, embora tenha enviado a Pope uma mensagem avisando-o de Longstreet's. ataque iminente. Nos planos de Pope para 30 de agosto, McDowell havia sido realmente designado para comandar a esperada perseguição das forças destruídas de Jackson!

O ataque determinado de Pope no início de 30 de agosto chegou perto o suficiente do sucesso para Jackson pedir reforços. A resposta de Longstreet e Lee foi lançar seu contra-ataque à ala esquerda enfraquecida de Pope. O papel planejado de McDowell não seria necessário. Em vez disso, ele e Pope se viram em outra retirada de Bull Run. Desta vez as coisas foram diferentes. Esse era o exército de três anos que McDowell queria esperar no ano anterior. Ele caiu para trás, mas não desmoronou. Pope conseguiu manter a maior parte de seu exército unido, embora já estivesse bastante desmoralizado. McDowell recebeu o comando da retaguarda, mas nenhuma perseguição foi montada. Pope conseguiu entregar seu exército quase intacto ao General McClellan, que foi restaurado ao comando da campanha que viu a primeira invasão de Lee ao norte ser derrotada em Antietam.

A segunda corrida de touros encerrou inevitavelmente a carreira militar ativa de McDowell. Seus movimentos no primeiro dia de batalha foram mal tratados o suficiente para levantar dúvidas sobre sua lealdade. Após a batalha, ele foi dispensado de seu comando. Mais tarde, ele foi inocentado por um inquérito e permaneceu no serviço ativo no exército, mas não no campo. Depois de ser inocentado pelo inquérito, foi nomeado para comandar o Departamento do Pacífico (1864). Nessa função, ele trabalhou em San Francisco, onde mais tarde se aposentou. Após a guerra, ele permaneceu no exército, finalmente alcançando o posto de major-general do exército regular em 1872.

McDowell provavelmente foi infeliz nos papéis que coube a ele. Seu primeiro comando independente foi o Exército do Potomac! Sua única grande falha antes do First Bull Run foi a lentidão de seus movimentos, dificilmente uma falha única entre os comandantes da União naquela época. O desastre na segunda corrida de touros foi em grande parte devido à interpretação errada de Pope sobre a situação. McDowell foi simplesmente um dos muitos comandantes a serem promovidos acima de sua capacidade no início da guerra.


História, crista da família e brasões de McDowell

O sobrenome McDowell vem do nome pessoal Dougal. A forma gaélica do nome é Mac Dhughaill e significa literalmente & quotson de Dougal. & Quot O nome pessoal Dougal, que significa & quotdark estranho. & Quot

Conjunto de 4 canecas de café e chaveiros

$69.95 $48.95

Origens da família McDowell

O sobrenome McDowell foi encontrado pela primeira vez em Galloway (gaélico: Gall-ghaidhealaibh), uma área do sudoeste da Escócia, agora parte da Área do Conselho de Dumfries e Galloway, que anteriormente consistia nos condados de Wigtown (West Galloway) e Kirkcudbright (East Galloway) ), onde eles ocuparam um assento familiar desde os primeiros tempos e seus primeiros registros apareceram nas primeiras listas de censo feitas pelos primeiros reis da Grã-Bretanha para determinar a taxa de tributação de seus súditos.

Pacote de história do brasão e sobrenome

$24.95 $21.20

História Antiga da família McDowell

Esta página da web mostra apenas um pequeno trecho de nossa pesquisa McDowell. Outras 193 palavras (14 linhas de texto) cobrindo os anos 1268, 1310, 1359 e 1363 estão incluídas no tópico Early McDowell History em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos sempre que possível.

Moletom com capuz brasão unissex

Variações de grafia de McDowell

A tradução de nomes gaélicos na Idade Média não foi uma tarefa realizada com muito cuidado. Os registros dessa época mostram um enorme número de variações ortográficas, até mesmo em nomes que se referem à mesma pessoa. Ao longo dos anos, McDowell apareceu como MacDowall, MacDowell, MacDugald, MacDill, Dowall, Dowler e muitos mais.

Primeiros notáveis ​​da família McDowell (antes de 1700)

Outras 47 palavras (3 linhas de texto) estão incluídas no tópico Primeiros notáveis ​​McDowell em todos os nossos produtos de história estendida em PDF e produtos impressos, sempre que possível.

Migração da família McDowell para a Irlanda

Alguns membros da família McDowell se mudaram para a Irlanda, mas este tópico não é abordado neste trecho.
Outras 59 palavras (4 linhas de texto) sobre sua vida na Irlanda estão incluídas em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos, sempre que possível.

Migração McDowell +

Alguns dos primeiros colonos com este sobrenome foram:

Colonos McDowell nos Estados Unidos no século 18
  • Ephraim McDowell, que chegou à Pensilvânia em 1729-1735 [1]
  • Ephrahim McDowell, que desembarcou na Virgínia em 1739 [1]
  • Jane McDowell, que desembarcou na Virgínia em 1739 [1]
  • Margaret McDowell, que desembarcou na Virgínia em 1739 [1]
  • Martha McDowell, que chegou à Virgínia em 1739 [1]
  • . (Mais estão disponíveis em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos, sempre que possível.)
Colonos McDowell nos Estados Unidos no século 19
  • Hugh McDowell, de 50 anos, que desembarcou na Louisiana em 1812 [1]
  • Thomas McDowell, de 40 anos, que chegou à Carolina do Sul em 1812 [1]
  • Andrew McDowell, que desembarcou em Charleston, Carolina do Sul em 1813 [1]
  • Joseph McDowell, que chegou a Nova York em 1819 [1]
  • Samuel Douglas McDowell, que chegou à Carolina do Sul em 1824 [1]
  • . (Mais estão disponíveis em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos, sempre que possível.)

Migração de McDowell para o Canadá +

Alguns dos primeiros colonos com este sobrenome foram:

Colonos McDowell no Canadá no século 19
  • David McDowell, que desembarcou no Canadá em 1840
  • Hiram McDowell, que chegou ao Canadá em 1840
  • O Sr. Owen McDowell, de 35 anos que imigrou para o Canadá, chegou à Estação de Quarentena de Grosse Isle em Quebec a bordo do navio & quotErin's Queen & quot partindo do porto de Liverpool, Inglaterra, mas morreu em Grosse Isle em agosto de 1847 [2]

Migração de McDowell para Austrália +

A emigração para a Austrália seguiu as primeiras frotas de condenados, comerciantes e primeiros colonos. Os primeiros imigrantes incluem:

Colonos McDowell na Austrália no século 19
  • Fanny McDowell, de 32 anos, uma criada, que chegou ao Sul da Austrália em 1855 a bordo do navio & quotRodney & quot [3]
  • Agnes McDowell, de 20 anos, empregada doméstica, chegou ao Sul da Austrália em 1855 a bordo do navio & quotFlora & quot [4]
  • Mary McDowell, de 29 anos, empregada doméstica, chegou ao Sul da Austrália em 1855 a bordo do navio & quotFlora & quot [4]
  • Annabella McDowell, de 22 anos, empregada doméstica, chegou à Austrália do Sul em 1859 a bordo do navio & quotNorth & quot

Migração de McDowell para a Nova Zelândia +

A emigração para a Nova Zelândia seguiu os passos dos exploradores europeus, como o Capitão Cook (1769-70): primeiro vieram caçadores de focas, baleeiros, missionários e comerciantes. Em 1838, a Companhia Britânica da Nova Zelândia começou a comprar terras das tribos Maori e vendê-las aos colonos e, após o Tratado de Waitangi em 1840, muitas famílias britânicas iniciaram a árdua jornada de seis meses da Grã-Bretanha a Aotearoa para começar uma nova vida. Os primeiros imigrantes incluem:

Colonos McDowell na Nova Zelândia no século 19
  • John McDOWELL, que desembarcou em Auckland, Nova Zelândia em 1840
  • Senhorita Charlotte Jane Mcdowell (Gambel), (n. 1834), 13 anos, colono irlandês nascido na Jamaica viajando a bordo do navio & quotSir Robert Sale & quot de Gravesend via Cork chegando em Auckland, Nova Zelândia em 11 de outubro de 1847 [5]
  • Sr. James McDowell, colono escocês viajando de Greenock a bordo do navio & quotPhilip Laing & quot chegando em Otago, Ilha do Sul, Nova Zelândia em 15 de abril de 1848 [5]
  • Sr. Atkinson Mcdowell, (n. 1844), 19 anos, mestre de escola britânica, de Hereford viajando de Londres a bordo do navio & quotMetropolis & quot chegando em Lyttelton, Christchurch, Ilha do Sul, Nova Zelândia em 16 de junho de 1863 [6]
  • John McDowell, que chegou a Auckland, Nova Zelândia a bordo do navio & quotNimroud & quot em 1863
  • . (Mais estão disponíveis em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos, sempre que possível.)

Notáveis ​​contemporâneos de nome McDowell (pós 1700) +

  • Gene McDowell (1940-2021), treinador principal de futebol americano universitário dos UCF Knights (1985 & # 82111997)
  • Hugh Alexander McDowell (1953-2018), violoncelista inglês mais conhecido por seu trabalho com a Electric Light Orchestra (ELO)
  • Michael McEachern McDowell (1950-1999), romancista e roteirista americano duas vezes indicado ao Hugo Award
  • Irvin McDowell (1818-1885), Major General americano, mais conhecido por sua derrota na Primeira Batalha de Bull Run
  • Brigadeiro-general Rex McKinley McDowell (1893-1984), Diretor Assistente Americano do Escritório do Surgeon General US Army (1939-1945) [7]
  • William Fraser McDowell (1858-1937), bispo da Igreja Metodista Episcopal
  • Robert Brendan McDowell (nascido em 1913), historiador irlandês, membro emérito e ex-professor de história no Trinity College, Dublin
  • Paul L. McDowell (1905-1962), remador medalhista de bronze olímpico americano nos Jogos Olímpicos de Verão de 1928
  • Graeme McDowell (n. 1979), jogador de golfe profissional irlandês PGA, vencedor do Masters Tournament (2012), do U.S. Open (2010), do The Open Championship (2012) PGA Championship (2009) e muitos mais
  • Malcolm McDowell (n. 1943), ator britânico duas vezes indicado ao Globo de Ouro
  • . (Outros 78 notáveis ​​estão disponíveis em todos os nossos produtos PDF Extended History e produtos impressos, sempre que possível.)

Eventos históricos para a família McDowell +

Halifax Explosion
  • Miss Eileen & # 160 McDowell (1911-1917), residente canadense de Halifax, Nova Escócia, Canadá que morreu na explosão [8]
HMS Hood
  • Sr. Albert McDowell (nascido em 1922), marinheiro comum inglês servindo na Marinha Real de Portsmouth, Hampshire, Inglaterra, que navegou para a batalha e morreu no naufrágio [9]

Histórias Relacionadas +

The McDowell Motto +

O lema era originalmente um grito de guerra ou slogan. Os lemas começaram a ser exibidos com armas nos séculos 14 e 15, mas não eram usados ​​até o século 17. Assim, os brasões de armas mais antigos geralmente não incluem um lema. Os lemas raramente fazem parte da concessão de armas: sob a maioria das autoridades heráldicas, um lema é um componente opcional do brasão e pode ser acrescentado ou alterado à vontade que muitas famílias optaram por não exibir um lema.

Lema: Vincere vel mori
Tradução do lema: Vitória


Irvin McDowell, 1818-1885 - História

Três semanas depois, o exército de McDowell e # 8217 enfrentou os confederados e perdeu quando os reforços dos confederados chegaram para reverter os primeiros ganhos da União. O historiador Michael Burlingame escreveu: “Lincoln saiu de seu caminho para consolar McDowell, a quem chamou de 'um oficial bom e leal, embora muito infeliz' que teve que 'dirigir a locomotiva quando a encontrou. Ele disse ao general: ‘Não perdi uma partícula de confiança em você’, ao que o despreocupado McDowell respondeu: ‘Não vejo por que deveria, Sr. Presidente”. 2

Em janeiro de 1862, McDowell participou de uma série de reuniões na Casa Branca para determinar a estratégia do exército. Em uma sessão em 10 de janeiro de 1862, o Presidente disse aos generais McDowell e William Franklin que ele estava & # 8220 em grande angústia, e como tinha estado na casa do General [George B. McClellan & # 8217s] e o General não pediu para ver ele, e como devia falar com alguém, [desejou] obter nossa opinião quanto à possibilidade de iniciar logo as operações ativas com o Exército do Potomac. Se algo não fosse feito logo, o fundo estaria fora de todo o assunto, e se o general McClellan não estivesse usando o exército, & # 8220 ele gostaria de pegá-lo emprestado, desde que pudesse ver como isso poderia ser feito para fazer algo. & # 8221 3 McDowell defendeu outro avanço em Manassas - uma abordagem que o próprio Lincoln preferiu e que McClellan se opôs. O historiador William Marvel argumentou que “McDowell desejava tanto por seu próprio comando que representaria uma ameaça de rivalidade com qualquer superior”. 4

O ainda doente McClellan apareceu em uma reunião em 13 de janeiro de 1862 para defender sua autoridade. O presidente incentivou McDowell a apresentar o plano que estavam discutindo e McClellan ficou claramente irritado com a preempção de sua autoridade. & # 8220Você tem o direito de ter qualquer opinião que desejar! & # 8221 disse McClellan para McDowell. 5 A reunião terminou de forma inconclusiva com o Sr. Lincoln dizendo: & # 8220Bem, com a garantia do General de que ele pressionará o avanço em Kentucky, ficarei satisfeito e encerrarei este conselho. & # 8221 6 McDowell foi posteriormente nomeado um comandante do corpo sob o general George McClellan. McDowell foi mantido perto de Washington, D.C. durante a Campanha Peninsular. Isso lhe rendeu a inimizade duradoura de McClellan, que queria ser reforçado por McDowell quando as forças da União se aproximassem de Richmond em junho de 1862.

O historiador William Marvel criticou duramente as ações de McDowell e Lincoln. A Marvel escreveu que “em 16 de maio & # 8230McDowell recebeu um telegrama do Departamento de Guerra ordenando que ele fosse a Washington imediatamente. Ele cavalgou imediatamente para o patamar e subiu o Potomac para uma conferência tarde da noite com o presidente, e no dia seguinte o general voltou para Rappahannock com ordens de marcha. Lincoln decidiu construir o corpo de McDowell com força total e enviá-lo pela linha da ferrovia Richmond, Fredericksbrug e Potomac em direção à capital confederada, onde cooperaria com o Exército do Potomac. Dez meses após sua derrota humilhante em Bull Run, McDowell teria a oportunidade de resgatar sua reputação, e com uma força maior do que havia comandado no verão de 1861. A perspectiva mexeu tanto com McDowell que ele não fez nenhum esforço para mantê-la em segredo , e dentro de vinte e quatro horas os soldados comuns estavam fofocando sobre isso em cartas para casa. ” 7 Como alguns outros historiadores, a Marvel concluiu que reter McDowell de McClellan prejudicou a campanha de McClellan & # 8217s Península: “A decisão fatídica de desviar metade das tropas de McDowell para o Vale - que foi de fato uma decisão de Abraham Lincoln, em vez de Edwin Stanton - deu aos Confederados Richmond tudo o que eles esperavam. Com aquele único e tímido telegrama, o presidente desperdiçou sua melhor oportunidade de dominar a capital confederada & # 8230 ”8 O historiador James M. McPherson, por outro lado, argumentou que & # 8220Lincoln estava certo ao dizer que não podia correr o risco & # 8221 representado pelos Confederados para Washington, DC 9

McDowell serviu como general no Exército de Potomac até depois da Segunda Batalha de Bull Run, quando foi destituído do comando a seu próprio pedido em 6 de setembro de 1862. O presidente Lincoln disse ao Secretário do Salmon P. Chase enquanto visitava o Departamento do Tesouro que o clamor contra McDowell era tão grande que ele não poderia liderar suas tropas a menos que algo fosse feito para restaurar a confiança e me propusesse sugerir a ele o pedido de um Tribunal de Inquérito. Disse-lhe que já o tinha feito e que o faria de novo. & # 8221 10 Profissional relativamente competente, que tendia a ter uma sorte péssima, tinha bom senso militar, mas não tinha capacidade para inspirar tropas. Após duas derrotas em Bull Run, ele perdeu a confiança de soldados e políticos, embora tenha sido posteriormente inocentado por um tribunal militar de investigação de qualquer negligência durante a Segunda Batalha de Bull Run.

Em 1864, McDowell foi nomeado para comandar o Departamento do Pacífico, o que o removeu efetivamente do teatro de combate. Após o serviço militar, ele serviu como comissário de parques de San Francisco.


Irvin McDowell depois da guerra

Por fim, McDowell recebeu a designação de comandante do Departamento do Pacífico. Depois disso, ele foi o comandante do Departamento da Califórnia, do Departamento do Oeste e do Quarto Distrito Militar. Em 1872, houve uma promoção ao cargo de major-general permanente do exército. McDowell acabou se aposentando do exército para servir como Comissário do Parque em São Francisco, Califórnia. Ele morreu em 1885 e foi sepultado no Cemitério Nacional de São Francisco, no Presídio de São Francisco.


Conteúdo

McDowell nasceu em Columbus, Ohio, filho de Abram Irvin McDowell e Eliza Seldon McDowell. [2] Ele era primo-cunhado de John Buford, [3] e seu irmão, John Adair McDowell, serviu como primeiro coronel do 6º Regimento de Infantaria Voluntária de Iowa durante a Guerra Civil. [2] Irvin inicialmente frequentou o College de Troyes na França antes de se formar na Academia Militar dos Estados Unidos em 1838, onde um de seus colegas foi P. G. T. Beauregard, seu futuro adversário na First Bull Run. Ele foi comissionado um segundo-tenente e colocado na 1ª Artilharia dos Estados Unidos. McDowell serviu como instrutor de tática em West Point, antes de se tornar ajudante-de-ordens do general John E. Wool durante a Guerra Mexicano-Americana. Ele foi nomeado capitão em Buena Vista e serviu no departamento do Ajudante Geral após a guerra. Enquanto estava nesse departamento, foi promovido a major em 31 de maio de 1856. [3]

Entre 1848 e 1861, McDowell geralmente serviu como oficial de estado-maior para líderes militares de alto escalão e desenvolveu experiência em logística e abastecimento. Ele desenvolveu uma estreita amizade com o General Winfield Scott enquanto servia em sua equipe. Ele também serviu no futuro general confederado Joseph E. Johnston. [4]

McDowell foi promovido a general de brigada no exército regular em 14 de maio de 1861 e recebeu o comando do Exército do Nordeste da Virgínia em 27 de maio. A promoção foi em parte devido à influência de seu mentor, o secretário do Tesouro, Salmon P. Chase. Embora McDowell soubesse que suas tropas eram inexperientes e despreparadas, e protestasse que ele era um oficial de suprimentos, não um comandante de campo, a pressão dos políticos de Washington o forçou a lançar uma ofensiva prematura contra as forças confederadas na Virgínia do Norte. Sua estratégia durante a Primeira Batalha de Bull Run foi imaginativa, mas ambiciosamente complexa, e suas tropas não eram experientes o suficiente para executá-la com eficácia, resultando em uma derrota embaraçosa.

Após a derrota em Bull Run, o Major General George B. McClellan foi colocado no comando do novo Exército da União para defender Washington, o Exército do Potomac. McDowell tornou-se comandante de divisão no Exército do Potomac. Em 14 de março de 1862, o presidente Lincoln emitiu uma ordem transformando o exército em corpo de exército e McDowell obteve o comando do I Corpo de exército, bem como uma promoção a major-general de voluntários. Quando o exército partiu para a Península da Virgínia em abril, o comando de McDowell foi destacado para o serviço na área de Rappahannock por preocupação com as atividades de Stonewall Jackson no Vale Shenandoah (uma divisão foi posteriormente enviada para a Península).

Eventualmente, os três comandos independentes dos generais McDowell, John C. Frémont e Nathaniel P. Banks foram combinados no Exército da Virgínia do General-de-Brigada John Pope e McDowell liderou o III Corpo desse exército. Por causa de suas ações em Cedar Mountain, McDowell foi eventualmente promovido a major-general do exército regular, no entanto, ele foi culpado pelo desastre subsequente na Segunda Corrida de Touros. McDowell também era amplamente desprezado por suas próprias tropas, que acreditavam que ele estava em conluio com o inimigo. Ele escapou da culpa testemunhando contra o general Fitz John Porter, a quem o Papa levou à corte marcial por suposta insubordinação naquela batalha. Pope e McDowell não gostavam um do outro, mas McDowell tolerou servir sob seu comando com o pleno conhecimento de que ele próprio permaneceria um general depois que a guerra acabasse, enquanto Pope voltaria ao posto de coronel. Apesar de sua fuga formal, McDowell não recebeu novas designações nos dois anos seguintes.

Em julho de 1864, McDowell recebeu o comando do Departamento do Pacífico. Mais tarde, ele comandou o Departamento da Califórnia de 27 de julho de 1865 a 31 de março de 1868, comandou brevemente o Quarto Departamento Militar e comandou o Departamento do Leste de 16 de julho de 1868 a 16 de dezembro de 1872. Em 25 de novembro de 1872, ele foi promovido a major-general. Em 16 de dezembro de 1872, McDowell sucedeu ao General George G. Meade como comandante da Divisão Militar do Sul, e permaneceu até 30 de junho de 1876. A partir de 1º de julho de 1876, ele foi comandante da Divisão do Pacífico. Em 1882, o Congresso impôs uma idade de aposentadoria compulsória de 64 anos para oficiais militares, e McDowell se aposentou em 14 de outubro daquele ano.

Em 1879, quando um conselho de revisão encomendado pelo presidente Rutherford B. Hayes publicou seu relatório recomendando um perdão para Fitz John Porter, atribuiu grande parte da perda da Segunda Batalha de Bull Run a McDowell. No relatório, ele foi descrito como indeciso, pouco comunicativo e inepto, repetidamente falhando em responder aos pedidos de informação de Porter, falhando em encaminhar informações sobre o posicionamento de Longstreet para Pope e negligenciando assumir o comando da ala esquerda do Exército da União como era seu dever sob os Artigos de Guerra.

Após sua aposentadoria do exército, o general McDowell exerceu seu gosto pela jardinagem paisagística, servindo como Comissário do Parque de San Francisco, Califórnia, até sua morte de ataque cardíaco em 4 de maio de 1885. Nessa função, ele construiu um parque na reserva negligenciada do Presidio, projetando unidades que comandavam as vistas da Golden Gate. Ele está enterrado no Cemitério Nacional de São Francisco, no Presídio de São Francisco.


Irvin McDowell

O general Irvin McDowell serviu na Guerra Civil e mais tarde comandou o Departamento do Pacífico. Ele está enterrado no Cemitério Nacional do Presidio.

Administração Nacional de Arquivos e Registros

Nasceu em Columbus, Ohio, Irvin McDowell (1818-1885) inicialmente frequentou o College de Troyes na França antes de se formar na Academia Militar dos EUA em West Point em 1838. Depois de concluir sua educação, McDowell serviu como instrutor de tática na Academia antes de ingressar na equipe de John E. Wool no México Guerra. Com a eclosão da Guerra Civil, McDowell era um general de brigada e recebeu o comando do Exército do Nordeste da Virgínia, apesar de sua completa falta de experiência no comando de tropas no campo.

As tropas sob o comando de McDowell foram derrotadas na Primeira Batalha de Bull Run, resultando na transferência da liderança do novo exército da União na Virgínia, o Exército do Potomac, para o General George McClellan. Quando o Exército do Potomac foi dividido em corporações, McDowell supervisionou o I Corps, que defendeu Washington antes de servir bravamente em Cedar Mountain em 1862, uma realização que rendeu a McDowell o brevet regular do exército de major-general em 1865. Como o destino queria, McDowell voltou a liderar suas tropas na Segunda Batalha de Bull Run mais tarde em 1862 e foi considerado parcialmente responsável pela desastrosa derrota da União que se seguiu. A Second Bull Run foi o último comando de combate realizado por McDowell na Guerra Civil.

Em julho de 1864, após um hiato de dois anos, McDowell foi escolhido para liderar o Departamento do Pacífico. Nos últimos anos, ele comandou o Departamento da Califórnia, o Quarto Distrito Militar (o governo militar de Arkansas e Louisiana durante a Reconstrução) e o Departamento do Oeste. Em 1872, McDowell foi promovido a general permanente dos Regulares em 1872. Após sua aposentadoria do Exército dos EUA em 1882, McDowell serviu como Comissário do Parque de São Francisco antes de sua morte em 1885. Ele está enterrado no Cemitério Nacional de São Francisco em Presídio.

McDowell está enterrado na Seção do Oficial, Seção 1, Sepultura 1.


Irvin McDowell, 1818-1885 - História

Irvin McDowell
(1818-1885)

As ações da Guerra Civil em Bull Run duas vezes quase trouxeram a carreira militar de Irvin McDowell a um fim inglório. O nativo de Ohio foi criado e educado na França antes de retornar aos Estados Unidos para estudar em West Point, onde se formou em 1838 e foi destacado para a artilharia. Ele passou quatro anos como instrutor de tática antes de servir na equipe de John E. Wool durante a Guerra do México e ser nomeado para Buena Vista. Durante os anos entre guerras, ele serviu no departamento do ajudante geral.
Suas atribuições da era da Guerra Civil incluíam: primeiro-tenente, Primeira Artilharia (desde 7 de outubro de 1842) brevet major e ajudante geral adjunto (desde 31 de março de 1856) general brigadeiro, EUA (14 de maio de 1862) comandando o Exército e o Departamento do Nordeste da Virgínia (27 de maio - 25 de julho de 1861) comandando o Exército e o Departamento do Nordeste da Virgínia, Divisão do Potomac 25 de julho - 17 de agosto de 1861) Divisão de comando, Divisão do Potomac (3 de outubro de 1861 - 13 de março de 1862) comandando o 1º Corpo , Exército do Potomac (13 de março - 4 de abril de 1862) major-general, USV (14 de março de 1862) comandando o Departamento de Rappahannock (4 de abril - 26 de junho de 1862) comandando o 3º Corpo, Exército da Virgínia (26 de junho - setembro 5, 1862) e comandante do Departamento do Pacífico (1 de julho de 1864 - 27 de junho de 1865).
Enquanto servia em Washington, ele conheceu o secretário do Tesouro Chase, que provou ser fundamental na obtenção de sua promoção a brigadeiro do exército regular e atribuição ao comando das tropas ao redor da capital. A pressão política tornou necessário que McDowell avançasse sobre Manassas antes que suas tropas estivessem prontas. Ele enviou parte de sua força contra o Ford de Blackburn ao longo de Bull Run e, alguns dias depois, fez seu ataque principal. Embora seu plano tivesse mérito, era demais para os voluntários inexperientes realizarem.
Quatro dias depois da derrota, McClellan foi colocado no lugar de McDowell, que alguns meses depois foi relegado ao comando de uma divisão. Quando o Exército do Potomac foi organizado em corpo, ele se tornou o chefe do 1º Corpo, que foi deixado para trás para guardar as abordagens de Washington quando McClellan se mudou para a Península. Seu comando foi redesignado como Departamento de Rappahannock e deveria marchar por terra para se juntar a McClellan, mas as atividades de Stonewall Jackson no Vale Shenandoah impediram isso.
Quando John Pope foi trazido para o leste para comandar o recém-constituído Exército da Virgínia - os comandos anteriormente independentes de McDowell, John C. Fremont e Nathaniel P. Banks - McDowell recebeu um corpo. Although his actions at Cedar Mountain earned him the regular army brevet of major general in 1865 -- he already had his second star in the volunteer service -- he was blamed in part for the disaster at 2nd Bull Run. Requesting a court of inquiry, he was eventually cleared of culpability, possibly as a reward for his testimony against Fitz-John Porter. Nonetheless he was not given another combat command and it was not until the last year of the war that he was put in charge of the Pacific Coast.
Mustered out of the volunteers on September 1, 1866, he became a major general in the regular establishment six years later and retired in 1882.
Source: "Who Was Who In The Civil War" by Stewart Sifakis

RETURN TO BIOGRAPHY PAGE

RETURN TO CIVIL WAR OVERVIEW


Irvin McDowell

Irvin McDowell was a nineteenth century American military leader.

Irvin McDowell was born on October 15, 1818, in Franklinton, Ohio. He attended common schools in nearby Columbus. At the suggestion of a French tutor, McDowell attended a private school in France in 1833. He returned to the United States in 1834 and received an appointment to the United States Military Academy at West Point. He graduated in 1838 and ranked twenty-third in his class.

McDowell remained in the military for the next forty-four years. His first assignment was as a second lieutenant of artillery along the United States-Canadian border in Maine. In 1841, McDowell returned to West Point as an assistant instructor of military tactics. He joined General John Wool's staff during the Mexican-American War. By the conflict's end, McDowell had become the Assistant Adjutant General for the Army of Occupation. Between 1848 and 1861, McDowell served as a staff officer to higher-ranking military leaders. He developed a close friendship with General Winfield Scott while serving on his staff. He also served under future Confederate general Joseph Johnston.

With the outbreak of the American Civil War, McDowell quickly moved to a position of leadership in the Union army. He entered the war as a major but was promoted to brigadier-general within a few months. He served as a military adviser to Salmon P. Chase, the Governor of Ohio. He assisted Chase in planning Ohio's early defense and the handling of recruits. Chase's successor, William Dennison considered offering McDowell overall command of all Ohio recruits, but at the urging of politicians from Cincinnati, the governor selected George McClellan for that position.

McDowell soon had a role to play in the war effort. General Winfield Scott, the highest-ranking officer in the Union Army, intended to use McDowell's skills in an invasion of the Confederacy. Scott was too old to hold a field command, but he was responsible for planning of the first several months of the war. Scott proposed to assemble an army to defend Washington, DC, the nation's capital. He also planned to use the United States Navy to blockade the Confederate coastline. In early 1862, Scott intended to send an army down the Mississippi River. The general hoped that the army could gain control of the river and succeed in dividing the Confederacy in two. Scott wanted McDowell to have command of this army.

Scott's plans for McDowell fell through. Rather than being in placed in charge of the army in the West, McDowell took command of the army in Washington, DC. Union politicians and civilians expected a quick resolution to the war and demanded that the Union military immediately take the offensive. They were unwilling to wait until 1862 for the Union army to advance. As soon as Virginia seceded from the Union in June 1861, McDowell advanced with his army into northeastern Virginia. His advance quickly stalled because of Winfield Scott's refusal to provide McDowell with adequate men and supplies. Scott still hoped to follow his own plan for the Confederacy's defeat and hoped to hinder the government officials currently directing the war effort.

On July 16, 1861, McDowell finally had the supplies and men that he needed to advance against the Confederates. The Confederates had an army near Bull Run, a small creek in northeastern Virginia. McDowell had a larger army of thirty-five thousand men, divided into four divisions. He planned to have two divisions attack the Confederate flank, a third division attack the center of the Confederate position, and for the fourth division remain in reserve after making a brief feint against the Confederates' other flank.

The Union soldiers were to march into position during the evening of July 20. Colonel Ambrose Burnside encouraged McDowell to let the men rest. He contended that the men could easily march the ten miles to the battlefield early the next morning and still arrive rested. McDowell agreed. On the march to the battlefield on July 21, many of the Union soldiers became lost in the early morning darkness. Other soldiers were exhausted after the early morning march. These were volunteers with limited training and were not seasoned veterans. Unexpected Confederate reinforcements were also arriving on the battlefield from Harper's Ferry. While the Union soldiers enjoyed some initial success, the Confederates eventually drove the Union army from the battlefield. Union officers often were unable to rally their men until they had reached the safety of Washington, DC. President Abraham Lincoln removed McDowell from command of the Army of the Potomac and replaced him with General George McClellan.

Despite the defeat at the First Battle of Bull Run, McDowell remained with the Army of the Potomac as a corps commander. Lincoln repeatedly sought counsel from McDowell and infuriated McClellan. In the spring of 1862, McClellan launched the Peninsula Campaign. He transported by ship a significant portion of the Army of the Potomac to the James River peninsula. McClellan now faced a short march to capture the Confederate capital of Richmond. To protect Washington, DC, President Lincoln insisted that McClellan leave behind a sufficient force to guard the nation's capital. McDowell was placed in command of these troops. As McClellan marched towards Richmond, he requested that Lincoln send McDowell's men overland from Washington to Richmond. Lincoln initially agreed, but then ordered McDowell to march with his command towards the Shenandoah Valley to defeat a Confederate army under Thomas "Stonewall" Jackson. Jackson defeated McDowell’s force.

McDowell repeatedly asked government officials to let him send his men against Richmond. Before he could advance on Richmond, his command was assigned to the Army of Virginia, under the command of John Pope. Pope's army met advancing Confederates under Robert E. Lee at the Second Battle of Bull Run (August 28-30, 1862). Following this Union defeat, McDowell requested that Lincoln remove him from command. Lincoln agreed because he believed that Union soldiers did not view McDowell as a competent commander.

A military court of inquiry investigated McDowell's actions at First and Second Bull Run. The court cleared McDowell of all misconduct. Lincoln also still trusted McDowell's abilities, but he realized that many politicians and soldiers did not think that McDowell was an able commander. The general remained unassigned until 1864, when Lincoln placed him in command of the Department of the Pacific. He remained in this position until his retirement from the military in 1882. McDowell then became commissioner of parks in San Francisco. He died in 1885.


Vida pregressa

Irvin McDowell was born in Columbus, Ohio on October 15, 1818. He was the son of Abram Irvin McDowell and Eliza Seldon McDowell. He was the cousin to the Gettysburg hero, John Buford, and brother John Adair McDowell. Irvin came from a military tradition and was surrounded by many with the same aspirations as him. He attended college in France but graduated from the United States Military Academy in 1838 where he would be classmates with many of the future Confederate officers he would see on the battlefield. He was commissioned a second lieutenant and posted to the 1st U.S. Artillery. McDowell served as a tactics instructor at West Point, before becoming aide-de-camp to General John E. Wool during the Mexican-American War. He was brevetted captain at Buena Vista and served in the Adjutant General&rsquos department after the war. While in that department he was promoted to major on May 31, 1856.

Between 1848 and 1861, McDowell generally served as a staff officer to higher-ranking military leaders and developed experience in logistics and supply. He developed a close friendship with General Winfield Scott while serving on his staff. He also served under future Confederate general Joseph E. Johnston.


Irvin McDowell (October 15, 1818–May 4, 1885)

Irvin McDowell was born at Columbus, Ohio on October 15, 1818, the son of Abram Irvin McDowell and Eliza Seldon McDowell. He received his early education at the College de Troyes in France, before entering the United States Military Academy in 1834, at the age of sixteen. McDowell graduated from the Academy in 1838, twenty-third in his class. One of McDowell's classmates at West Point was P.G.T. Beauregard, his future adversary at the First Battle of Bull Run (July 21, 1861).

After graduating from the academy, McDowell entered the U.S. Army as a brevet second lieutenant with the First Artillery on July 1, 1838. He was promoted to the full rank of second lieutenant six days later and stationed on the Maine frontier. In 1841, McDowell was recalled to West Point, where he served as an assistant instructor of infantry from 1841 to 1845. During his tenure at the academy, McDowell was promoted to first lieutenant on October 7, 1842.

In October 1846, McDowell was appointed as aide-de-camp to Brigadier General John E. Wool. During the Mexican-American War (1846�), McDowell served as acting adjutant-general for Wool's forces in Mexico. He was promoted to brevet captain on February 23, 1847, for gallant and meritorious conduct at the Battle of Buena Vista (February 23, 1847). At the conclusion of the Mexican-American War, McDowell remained in Mexico with the army of occupation until July 1848. Between that date and the outbreak of the American Civil War, he served in various administrative roles in Texas, New York, and Washington, DC. McDowell was promoted to brevet major on May 13, 1847.

When the Civil War began, McDowell was assigned to Washington with the task mustering volunteer soldiers. On May 14, 1861, McDowell was promoted to brigadier general, and he was selected to command the newly created Department of Northeastern Virginia on May 27. As public expectations mounted for the swelling Union forces in the capital to "do something" before the terms of 100-day volunteers expired, northern leaders pressed McDowell to launch an offensive against the Confederates in Northern Virginia with ill-prepared troops. On July 16, 1861, McDowell led about 35,000 untested Union soldiers (commonly, but not officially, known as the Army of Northeastern Virginia) out of Washington to confront the equally untried Confederate Army of the Potomac. The armies met on July 21, along Bull Run, near Manassas, Virginia. The Battle of Bull Run I had a promising beginning for McDowell's army that morning, but when Rebel reinforcements from General Joseph E. Johnston's Army of the Shenandoah arrived by rail during the afternoon, a Federal retreat turned into a rout. Fortunately for McDowell, the Confederates were too disorganized to pursue and possibly capture Washington.

When President Abraham Lincoln turned to Major General George B. McClellan to reorganize Union forces in the East following the disaster at Bull Run, McClellan named Franklin as a division commander in the newly-created Army of the Potomac in September 1861. By the spring of 1862, President Lincoln had drafted his own reorganization plan for the Army of the Potomac. On March 8, he issued War Order No. 2, consolidating the army's divisions into five corps. Lincoln went on to name McDowell, Brigadier General Edwin V. Sumner, Brigadier General S. P. Heintzelman, Brigadier General Erasmus D. Keyes, and Major General Nathaniel P. Banks to command the five corps respectively. Dutifully, on March 13, 1862 a disgruntled McClellan issued General Order No. 101 (Army of the Potomac), confirming the President's selections.

When McClellan embarked on his Peninsula Campaign in March 1862, McDowell's corps was detached from the main army and left behind to guard against possible Confederate threats against the capital. On April 14, McDowell's detached corps was re-designated the independent Army of the Rappahannock. Shortly thereafter, on May 14, McDowell was promoted to major general of volunteers. Three months later, on August 12, McDowell's army was combined with two others to form the Army of Virginia. McDowell expected to lead the new army, but Major General John Pope was selected instead.

On August 28, 1862, the Confederate Army of Northern Virginia attacked Pope's new army near Manassas, Virginia. The Second Battle of Bull Run (August 28-20, 1862) was another Union disaster, and once again, McDowell received much of the blame. On September 6, he was relieved of field duty. A military court of inquiry later exonerated McDowell, but he remained unpopular with the public and was never given another field command during the war. Throughout the remainder of the conflict, McDowell filled various administrative posts. Near the conclusion of the war, he was promoted to brevet major general in the regular army on March 13, 1865.

After the Civil War, McDowell was transferred to California, where he commanded the Department of the Pacific and later the Department of California. On September 1, 1866, he was mustered out of volunteer service, but he continued to serve in the regular army in California until 1868. After holding various administrative posts in the East and South, McDowell was promoted to major general on November 25, 1872, and re-deployed to California. McDowell retired from active service in the U.S. Army on October 15, 1882. After retirement, McDowell served as a park commissioner in San Francisco, California.

Irvin McDowell died of pyloric disease of the stomach in San Francisco on May 4, 1885. He was buried in San Francisco National Cemetery, San Francisco, California.


Assista o vídeo: The Best Unintentional ASMR voice EVER re-edited to help you sleep in seconds. John Butler ASMR (Outubro 2022).

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos